POVO MAIS SUJO QUE PULEIRO DE PATO – O Combatente

Porto Velho, Rondônia,