O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou a líderes dos partidos por meio de ofício que a eleição para presidência da Câmara e da Mesa Diretora ocorrerá no dia 2 de fevereiro, às 9h. Os candidatos devem fazer o registro de sua candidatura até às 23h do dia 1º de fevereiro. Até às 12h desse mesmo dia, os partidos podem formar blocos parlamentares para concorrer, de acordo com informações da Agência Brasil.

Serão eleitas, além da presidência, duas vice-presidências, quatro secretarias e quatro suplências de secretaria. O mandato dos eleitos será de dois anos. A votação ocorre em urnas eletrônicas usadas nos pleitos nacionais. Para se eleger em primeiro turno, o candidato tem que receber metade mais um do total de votos e o quorum mínimo é de 257 deputados.

Se a eleição for para segundo turno, é eleito quem obtém maioria simples dos votos. Em caso de empate, o primeiro critério é o número de legislaturas e depois a idade (vence o mais idoso). Qualquer deputado pode concorrer.

Por enquanto, além de Maia, que buscará permanecer no cargo, devem disputar o posto ao menos três parlamentares: o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), o líder do PTB, Jovair Arantes (GO) e o deputado André Figueiredo (PDT-CE), ex-ministro das Comunicações do governo Dilma.

Comentários

comentários