O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), acompanhou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em visita ao Hospital Infantil Cosme e Damião e ao Hospital de Base, em Porto Velho, na manhã desta terça-feira (27). O governador em exercício, Daniel Pereira (PSB), o deputado estadual Aélcio da TV (PP) e demais autoridades, participaram da vistoria às unidades hospitalares.

Maurão aproveitou para pedir ao ministro que destine recurso para a saúde em Rondônia, ajudando para que as unidades da capital e do interior, que receberam investimentos nos últimos seis anos, tenham uma estrutura ainda melhor para atender aos pacientes.

“Rondônia avançou muito na saúde na gestão do governador Confúcio Moura (PMDB), o Hospital da Base ganhou ampliação e novos equipamentos, o Cosme e Damião passou oferecer atendimento de referência, sem contar com a inauguração do Hospital de Urgência e Emergência de Cacoal e a efetivação do Hospital Regional”, pontuou Maurão.

Ele fez ainda um pedido especial: que o Ministério acelere o credenciamento do Hospital de Câncer da Amazônia, que está sendo construído em Porto Velho.

“O impasse quanto ao credenciamento da unidade como Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), já teria sido superado, mas reforcei a necessidade de dar celeridade ao processo e de a União apoiar o funcionamento do Hospital de Câncer da Amazônia, que vai atender a pacientes de toda a região Norte, inclusive comunidades indígenas”, acrescentou.

Ao ministro, o parlamentar disse que é importante a interiorização da saúde, permitindo o atendimento regionalizado, mais próximo de quem precisa. “Com unidades prontas no interior, inclusive para atender aos casos de alta complexidade, se reduz o fluxo de pacientes para a capital e com isso a superlotação das unidades vai sendo reduzida, como tem ocorrido”, completou.

Liberação de R$ 10 milhões

O ministro anunciou a liberação de cerca de R$ 10 milhões para a saúde em Rondônia. Desse recurso, mais de R$ 6 milhões serão destinados a custear o funcionamento das UTI’s Neonatal do HB. A outra parte do dinheiro será destinado a custear o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em Machadinho do Oeste, Ariquemes e Cujubim.

Comentários

comentários