A INDIGNAÇÃO DE QUEM VÊ A ECONOMIA DESMORONAR – O Combatente