Em meio a uma das mais graves crises enfrentadas por gestores públicos no Brasil, a deputada Mariana Carvalho (PSDB – RO) defendeu a união de forças políticas para enfrentar o momento de recessão vivenciado no País.

“É hora de se desmontar os palanques e nos unirmos em defesa de um único ideal que é o progresso de Rondônia e a melhoria da qualidade de vida da população rondoniense”, afirmou.

A parlamentar participou da posse do prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB-RO) e dos vereadores da Capital de Rondônia. Ao discursar na solenidade representando o PSDB, na condição de vice – presidente nacional do partido, ela pediu humildade aos ocupantes de cargos eletivos que eram empossados na ocasião.

“Sempre digo que na politica voto se conquista e vocês conquistaram a confiança do povo para chegar onde estão”, destacou a tucana. “Mas, o importante é que continuem com humildade porque infelizmente muitos políticos chegam ao poder e se sentem poderosos. Peço aos meus colegas que não mudem a essência pelo poder porque o poder é passageiro”.

Na avaliação  de Mariana Carvalho, o crescimento do PSDB nas últimas eleições é uma resposta da população brasileira que clama por mudanças nos rumos do Brasil. “Nosso partido está preparado escrever uma nova história de uma nação que tem um forte potencial para prosperar.

De acordo com a congressista, os prefeitos tucanos que foram empossados neste domingo estão preparados para cumprir os seus mandatos de forma ética e competente. “No último mês de novembro, foi realizado em Brasília o Encontro Nacional de Prefeitos Eleitos do PSDB e foi notório o preparo dos nossos partidários”, destacou ela.

 

Conforme lembrou, a programação do evento foi marcada por temas essenciais à gestão das futuras prefeituras, como a responsabilidade fiscal, a gestão de políticas sociais, sustentabilidade e governança.

O encontro teve como objetivo apresentar e discutir ideias que permitam aos prefeitos, mesmo diante de um cenário de crise econômica, adotar ações criativas e necessárias ao desenvolvimento dos municípios, respeitando a premissa do equilíbrio das contas públicas e de uma atuação estatal mais eficiente.

Comentários

comentários