Parlamentar disse acreditar no diálogo com o Poder Executivo e se comprometeu a não fazer promessas vazias

O deputado Anderson Pereira do Singeperon (PV) recebeu em seu gabinete, na tarde de quinta-feira (12), representantes do concurso da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) de 2014, que aguardam a posse no cargo de socioeducador.

De acordo com o representante do grupo, Raul Souza Semão, existe um pedido da Sejus, expedido em abril de 2016, solicitando a ampliação para 150 vagas, devido ao pouco efetivo. O edital contemplava 40 vagas para homens e 10 mulheres.

Segundo Raul Semão, em setembro do ano passado a Sejus informou à Defensoria Pública a vacância de 66 vagas. “Este número será bem maior agora, com a convocação de posse para agente penitenciário, onde alguns socioeducadores deverão assumir”, explicou.

O processo tramita entre a Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep) e a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

Em resposta, o deputado se comprometeu a buscar as informações e verificar junto ao Estado a real situação.

“Não vou fazer política com vocês. Se a resposta for negativa iremos comunicar. Vou protocolar ofícios nos órgãos estaduais sobre o assunto”, garantiu Anderson.

Entretanto, em caso de negativa do governo, o deputado afirmou que buscará alternativas para fazer valer os direitos dos candidatos.

“Caso for, tomaremos as medidas necessárias junto ao Ministério Público e outros meios legais junto à nossa assessoria jurídica”, declarou.

O parlamentar ressaltou que, como líder sindical, à frente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon) por mais de seis anos, sempre lutou pelo aumento do efetivo de servidores no sistema penitenciário e socioeducativo de Rondônia.

“Agora como deputado, temos um respaldo maior para buscar resolver essas demandas. Acredito muito no diálogo com o governo para resolver esses problemas que afetam diretamente a segurança da nossa população”, concluiu o parlamentar.

Comentários

comentários