O câncer nacional, agora já em fase terminal  praticamente uma metástase, começou já na chegada dos portugueses. A corrupção se enfronhou na sociedade quando os colonizadores exploravam nossas riquezas naturais e subornavam os índios, para levar nossos tesouros. Os indígenas eram roubados e também escravizados, depois de caírem na armadilha dos corruptos portugueses.  Outra forma de corrupção foi utilizada com os mais abastados do Rio de Janeiro, quando a família real e seu séquito fugiram de Napoleão, para viver no Brasil. Os portugueses distribuíam a torto e  a direito títulos de nobreza aos da colônia. Em troca, tomavam as casas deles, mandando os brasileiros se virarem e procurarem outro lugar para morar. Eram Condes, Duques e outros títulos nobiliárquicos, mas sem teto. De lá para cá, a história da corrupção só se agravou. Nos anos 70, recebeu um símbolo. “Todo brasileiro adora   levar vantagem em tudo!”. A propaganda de uma marca de cigarros, feita pelo jogador Gerson, marcou a oficialização da corrupção, como forma de vida da sociedade. Claro que jamais foi essa a intenção do comercial. Mas a frase resumia tão bem a forma do brasileiro ver a vida e sempre dar um jeitinho de tirar vantagem, que acabou se tornando simbólica.

Os políticos, com sua criatividade e invencionice, principalmente para encher os próprios bolsos, criaram a Universidade Federal da Corrupção, onde eles são doutores, mestres, professores e alunos. Todos os dias, em sua grande maioria, nossos representantes foram aprimorando métodos de corrupção, para enriquecerem, enquanto o país andava para trás. Chegamos ao ápice da roubalheira oficializada no governo do PT, apoiado por vários partidos (ladrão não tem sigla partidária) e continuamos na mesma caminhada no governo de Michel Temer, com grande parte da sua turma também enrolada com sacanagem. A metástase se amplia pelo organismo nacional. Será que surgirá o milagre da cura? Essa, nem os que vendem a Salvação em troca de algum dinheirinho, poderão resolver….

 

 

ENGANANDO OS TROUXAS

Reeducandos, socioeducadores, menor em situação de risco: estas babaquices, inventadas por quem acha que o palavreado bonito resolve problemas, tomou conta das conversas entre autoridades. A Lígua Portuguêsa foi aviltada por essas mesuras, logicamente quando se trata de falar sobre crimes e criminosos. Quando são as vítimas o sujeito da frase, aí as coisas são mais simples: morreu degolada, foi estuprada, levou cinco tiros. Não há poesia nem palavras rebuscadas para falar sobre os mortos na violência que assola nosso país e destrói milhares de vidas e de famílias todos os anos. Mas quando é para falar sobre bandidos, aí sim, o Português é rebuscado, escavado, apelidado. Não aqui. Aqui preso é preso, agente penitenciário é isso mesmo; menor bandido é menor bandido. Danem-se os que acham que fazendo mesuras ao crime, isso fará com que ele diminua. Vade retro, idiotas!

 

TERCEIRA SEMANA

A semana deve começar com muitas nomeações pelo prefeito Hildon Chaves. Mudanças devem acontecer em cargos importantes do segundo escalão para baixo, já que muitos cargos não foram preenchidos. Também haviam fortes comentários de que haveria mudanças em comando de postos de saúde e até na Maternidade Municipal, mas essa informação não se confirmou. Cláudia Reck deve continuar à frente da instituição, mesmo depois de pesadas críticas que recebeu por uma série de problemas registrados com bebês e suas mamães, nos últimos dois anos principalmente. O secretário Alexandre Porto ainda está avaliando todo o contexto da saúde municipal, antes de tomar as medidas que pretende, para melhorar os serviços. Por enquanto, pouco se fala em nomes para postos importantes, mas as mudanças devem começar com tudo a partir dessa terceira semana da administração municipal.

PEÕES SEM SALÁRIO

Um dos setores onde não há funcionários responsáveis, já que os que comandavam o setor foram exonerados, está dentro da Sempla e é responsável pela assinatura de documentos que permitem pagamentos de serviços prestados à Prefeitura. Só uma empresa, por exemplo, tem mais de 300 mil reais a receber, depois de concluir seu trabalho e apresentar todos os comprovantes e negativas. Não recebeu até agora – e seus funcionários, a maioria peões de obra – não receberam seus salários, apenas porque não tem ninguém nomeado para resolver o problema, que depende apenas de uma assinatura. Outros setores da Prefeitura também estão sofrendo com a situação e é vital que o Prefeito termine de montar a sua equipe o mais rápido possível, para que não sejam interrompidos os serviços públicos.

DINHEIRO FÁCIL

O fascínio pelo dinheiro fácil, sem precisar dar duro, sem precisar estudar, sem ter que enfrentar noites em claro para se preparar para vestibulares; sem precisar madrugar para trabalhar, atrai cada vez mais jovens, principalmente os que já tem tendência à vagabundagem. Pronto. Falei. Vida fácil, dinheiro fácil. E o tráfico de drogas é o caminho mais curto. Nessa semana, mais uma prova disso. Gabriel Nicole Silva, filho de família de classe média, optou pelo tráfico, para não precisar fazer como a grande maioria dos jovens brasileiros: lutar pela sobrevivência. Foi preso no centro de Porto Velho com dezenas de comprimidos de Ecstasy e películas de LSD, drogas pesadíssimas. Distribuía entre viciados na famosa “Calçada da Fama”, área central da Capital. Pena que em breve estará solto de novo, beneficiado por leis criminosas, para voltar a fazer o mesmo do mesmo. Lamentável!

PAGAMENTO AOS 300

O presidente da Câmara, vereador Maurício Carvalho, anuncia medidas de contenção de despesas na Casa e nega que vá fazer obras e “puxadinhos” no prédio. Uma das medidas já tomadas foi da redução de 24 mil para 18 mil reais, nas verbas de gabinete. Outra, a de pedir o prédio da Assembleia, ao menos provisoriamente, quando os deputados ocuparem o novo edifício sede do parlamento estadual, para que o antigo seja usado pelos vereadores, já que tem uma boa estrutura para isso. Maurício esteve com o presidente Maurão de Carvalho, semana passada, fazendo o pedido. Vem mais por aí. O jovem presidente afirmou que sua prioridade é pagar as rescisões de mais de 300 comissionados, demitidos na Câmara e que até agora não viram a cor do dinheiro. Outras dívidas serão pagas e novas medidas de economia estão sendo estudadas. Esperemos para ver!

 

]PERGUNTINHA

Você está pronto para um novo governo Lula, que se lança oficialmente candidato à Presidência da República no início de fevereiro, em São Paulo?

 

 

Comentários

comentários