Agora todo o complexo da Estrada de Ferro está sob responsabilidade da prefeitura da capital

O terceiro galpão do complexo da estrada de ferro Madeira Mamoré, hoje ocupado pela Marinha, será repassado para o município de Porto Velho. A reintegração ao patrimônio do município foi confirmada pelo comandante Félix, da Marinha brasileira, em reunião nesta quinta-feira (26) com o prefeito Hildon Chaves, na sala de Reunião do Palácio Tancredo Neves, sede do Executivo municipal. Do encontro participaram o presidente da Fundação Municipal de Cultura (Funcultural), Antonio Ocampo e o vereador Aleks Palitot (PTB).

Para o prefeito Hildon Chaves, a atitude da Marinha de repassar o Galpão 3 para o município é louvável e aumenta a responsabilidade da prefeitura com o patrimônio histórico. “Essa é uma notícia que recebemos como presente pelos 102 anos de instalação do município de Porto Velho. Agora temos o complexo todo da estrada de ferro sob nossa responsabilidade. Vamos ter que mexer no projeto de revitalização da Madeira Mamoré para incluir o terceiro galpão”, adiantou. O projeto no valor de cerca de R$ 20 milhões, será financiamento pela Santo Antônio Energia.

O presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes afirmou que a destinação a ser dada ao prédio será ainda definida pelo município e será também alvo de discussão. “Sem dúvida é importante decidir a utilidade que será dada aquele espaço e isso será definido no projeto. Mas o importante é que esse patrimônio histórico da cidade será devolvido ao município. É o resgate da nossa história”, disse.

Ao justificar o repasse, o comandante Félix, da Marinha, frisou que esta era uma medida que já deveria ter sido tomada há muito tempo. Ele também afirmou que a corporação não tinha como arcar com a revitalização do espaço. “Com o orçamento que trabalhamos não havia como fazer a restauração e esse galpão é um patrimônio da cidade, por isso estamos devolvendo o prédio ao município”, justificou.

Por ainda estar sob a jurisdição de um órgão vinculado ao Governo Federal, necessariamente o repasse do Galpão 3 da estrada de ferro Madeira Mamoré terá que passar pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU). No encontro, o prefeito Hildon Chaves adiantou que na reunião com a SPU, ocorrida na quarta-feira (25) para tratar do Prédio do Relógio, a questão do galpão chegou a ser mencionada e ele fará as

intervenções necessárias para que a transferência se dê o mais rápido possível.

Texto e fotos Comdecom

Comentários

comentários