Sindicato se manifesta sobre violência contra socioeducadores – O Combatente