Um ‘é difícil’ chamado Prédio do Relógio – O Combatente