Parlamentar reafirmou ser contrário a investir recursos do Pró Leite em programas de empresas como Sebrae, Senar e Embrapa

Em seu pronunciamento na sessão desta terça-feira (8), o deputado Laerte Gomes (PSDB), destacou a reunião extraordinária da Comissão de Agropecuária, realizada na Assembleia Legislativa, no último dia 2, para discutir propostas para aplicação de recursos do Fundo Pró Leite.

Na reunião citada pelo parlamentar, as empresas Embrapa, Sebrae, Senar e Emater apresentaram um projeto que se baseia na união das instituições em prol da produção de leite em Rondônia.

No entanto, Laerte voltou a ressaltar a necessidade de fortalecer a Emater e reforçou que a Assembleia não pode aceitar que se invista R$ 20 milhões para outras empresas fazerem o que a Emater já faz pelo setor produtivo no Estado.

Para o deputado, em relação à Emater, o governo precisa “dar um gás novo na empresa, com a contratação de jovens formados em agronomia, veterinária, cheios de novas ideias e propostas”, frisou Laerte, que informou existir na empresa servidores em cargos estratégicos há mais de 20 anos.

“A Emater, assim como a Idaron são nossos maiores patrimônios. A solução para fortalecer a Emater é renovar pessoas, acompanhar a evolução. Dessa forma estaremos contribuindo para os avanços no setor produtivo rondoniense”, conclui Laerte Gomes.

Comentários

comentários