Acontece neste sábado, (07/10), a Campanha de Vacinação Antirrábica para Cães e Gatos na zona Urbana da cidade de Rolim de Moura (RO). Este ano a Campanha, que tem o tema: “Se liga, bicho! Raiva é caso sério”.

PONTOS DE VACINA
Durante o sábado (07/10) as vacinas serão feitas nos horários das 08h às12h e das 14h às 17h, nos seguintes locais:
Bairro Centro: Fundação Nacional de Saúde;
Bairro Centro Sul: Escola Aluizio;
Bairro Centro Norte: Secretaria Municipal de Educação;
Bairro Industrial: Antigo Kluska;
Bairro Beira Rio: Escola Tancredo Neves e Associação dos Moradores;
Bairro Planalto: Hospital Municipal e Escola Monteiro Lobato;
Bairro Boa Esperança: Escola Ulisses Guimarães, Policlínica, Casa do Idoso e Antigo Posto Sol Ar;
Bairro Olímpico: C.T.G. e Associação dos Moradores;
Bairro bom Jardim: Escola Dina Sfat;
Bairro Centenário: Centro Comunitário;
Bairro São Cristovão: Escola C.D.A e na Rua Urupá ao lado do Bar do Betim;
Bairro Jardim Tropical: Igreja São Tiago e Escola Nilson Silva;
Bairro Cidade Alta: Campo de futebol da Cidade Alta, Escola Priscila Rodrigues Chagas, Posto + e Ginásio de Esportes;

 

RECOMENDAÇÕES
O Centro de Controle de Zoonose, recomenda que na hora da vacinação os cães estejam com coleira e guia. Os gatos devem estar em caixas de transporte apropriadas. Os animais com temperamento agressivo devem estar com focinheira.

De acordo com as autoridades de saúde, sintomas como dor no local vacinado, febre e comportamento mais quieto podem ocorrer até 36 horas após a aplicação da dose.
Todas as vacinas foram repassadas pelo Ministério da Saúde.

RAIVA
A raiva é uma doença que compromete o sistema nervoso do homem, sendo incurável e com índice de letalidade próximo a 100%. É uma zoonose viral e todos os mamíferos estão suscetíveis ao vírus da raiva, podendo transmiti-la. Mas cães, gatos e morcegos são os principais transmissores. A vacina é a única maneira de controlar a doença.

Quem for mordido por um animal contaminado, deve lavar o local machucado com água e sabão e procurar a unidade de saúde mais próxima.

Comentários

comentários