MEIO SÉCULO DEPOIS, O QUE A VERDADEIRA   HISTÓRIA ENSINA SOBRE CHE GUEVARA? – O Combatente