Parlamentar indicou que governo verifique alíquota cobrada sobre a comercialização de produtos suínos no Estado…

O deputado Cleiton Roque (PSB) indicou ao Poder Executivo e a Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), a necessidade de verificar a alíquota cobrada sobre a comercialização de produtos suínos em Rondônia.

“Em especial, de carcaça, pois os produtos produzidos em outros Estados estão entrando para comercialização em condições tributárias mais favoráveis”, frisou o deputado.

A solicitação, explicou Cleiton Roque, visa atender à reivindicação dos produtores de Rondônia onde a cadeia produtiva suína ainda é pequena. A classe estaria insatisfeita com a alíquota cobrada sobre a comercialização de produtos suínos em Rondônia.

“Forçando-os a diminuir a produção enquanto os Estados vizinhos oferecem incentivos fiscais”, enfatizou o deputado.

A suinocultura brasileira ocupa destaque no cenário internacional. O Brasil é o quarto maior produtor e o quarto maior exportados de carne suína. Em Rondônia, a suinocultura ainda é pequena, se comparada a outras atividades da pecuária.

O rebanho de suínos do Estado tem cerca de 250 mil cabeças, sendo a maioria nas propriedades classificadas como de subsistência. Em 367 propriedades a suinocultura é tecnificada.

“Precisamos incentivar nossos produtores, e uma das formas é oferecer alíquota compatível com os Estados vizinhos para que possamos competir e avançar nesse mercado tão competitivo”, concluiu Cleiton Roque.

ALE/RO – DECOM – Juliana Martins
Foto: Gilmar de Jesus11

Comentários

comentários