O rio Madeira e Abunã apresentaram redução de níveis, enquanto os rios Mamoré e Guaporé permanecem subindo.

 

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou nesta segunda-feira, dia 29, boletim de monitoramento da Bacia do Rio Madeira. A avaliação da situação hidrológica atual do rio, baseada em dados monitorados pela CPRM, apontam que os níveis do rio Madeira e de seus afluentes permanecem acima do esperado para esta época do ano em todos os pontos de monitoramento. Em Porto Velho, o nível do rio chegou a atingir a cota de alerta (15m) e ainda permanece acima da cota de atenção (14m). O rio Madeira e Abunã apresentaram redução de níveis, enquanto os rios Mamoré e Guaporé permanecem subindo.

De acordo com Franco Turco Buffon, engenheiro hidrólogo da CPRM, do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH Rio Madeira), nos últimos sete dias as chuvas nos pontos de monitoramento não foram intensas, com acumulado máximo de 120 mm, ocasionando redução importante de níveis. No entanto, segundo as previsões da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) e estimativas de vazões elaboradas pelo modelo hidrológico do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), está previsto um aumento significativo da vazão afluente em Porto Velho para a próxima semana (até 05/02). “Assim, considerando-se também as chuvas que ocorreram na última semana, espera-se que o rio Madeira retome a tendência de subida em Porto Velho já nos próximos dias, mantendo as cotas acima do esperado para essa época do ano”, alertou.

Os dados hidrológicos utilizados neste boletim são provenientes da Rede Hidrometeorológica Nacional operada pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e de responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA), e demais parceiros. Os dados de previsão de chuvas são provenientes da NOAA e os dados de previsão de vazões são provenientes do Cemaden. O boletim semanal de monitoramento do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH Rio Madeira) está disponível em http://www.cprm.gov.br/sace/madeira, assim como os boletins enviados até o presente momento (acessando “bacias monitoradas”).

Comentários

comentários