Na manhã desta quarta-feira (14), aconteceu no centro arquidiocesano de pastoral a coletiva de imprensa para o lançamento da Campanha da Fraternidade 2018, com o tema: Fraternidade e superação da violência. Na composição da mesa esteve: Irmã Chiara Dusi, Aroldo, Carlos Venâncio, Frei Valmir, Pe. Valdeci Cordeiro, Pe.  José Geraldo e o Arcebispo Dom Roque Palosqui.

 

Durante as falas, alguns destaques: Pe. José Geraldo (Juquinha), comentou a realidade dos encarcerados no Estado de Rondônia, expôs os dez pontos que a Pastoral Carcerária Nacional defende para os direitos dos apenados e alguns trabalhos realizados pela Comissão Justiça e Paz de Porto Velho em busca de direitos, principalmente, em relação à saúde e segurança pública.  Irmã Chiara, trouxe alguns dados de violência e pediu que, pudéssemos juntos e juntas exclamar: “nós somos todos irmãos”. Pe. Valdeci Cordeiro citou que o país vive uma violência histórica desde o passado colonial, violência escravocrata não superada até os dias de hoje, lembrou a denúncia feita através do 12º intereclesial de CEB’s em Porto Velho, sobre a violência contra a Amazônia, e diz que a campanha da fraternidade propõe anunciar a alegria da fraternidade para superar a violência.

 

Aroldo e Carlos Venâncio pediram que todos pudesse multiplicar o tema da CF por meio de rodas de conversas nas comunidades ou nas escolas e convidaram para participar da marcha de superação da violência, que acontecerá no dia dezessete de março no Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora Aparecida. Frei Valmir expôs a realidade de violência contra os indígenas, com destaque aos povos Karipuna, e os conflitos que acontecem na região do distrito de União Bandeirantes. Para encerrar Dom Roque diz que, a responsabilidade é de todos nós: “precisamos construir os caminhos de paz e o primeiro lugar de paz deve ser o nosso lar”.

 

Estiveram presentes lideranças das pastorais, serviços e movimentos, imprensa local, indígenas, representante do conselho municipal de saúde, padres. Houve transmissão ao vivo pela rádio Caiari.

Comentários

comentários