Acumulação de até 4 cargos públicos e servidor cursando medicina na Bolívia e recebendo em RO são detectados em auditoria – O Combatente

Porto Velho, Rondônia,