Agnaldo Nepomuceno levou ao presidenciável a necessidade de o governo federal investir mais no jovem Estado

O advogado e pré-candidato a deputado federal pelo MDB, Agnaldo Nepomuceno foi recebido em Brasília, pelo pré candidato a presidente da República Jair Bolsonaro (PSL). Na oportunidade conversaram a respeito de vários assuntos, especialmente sobre questões que devem ser enfrentadas e resolvidas no sentido de permitir que Rondônia continue avançando no seu processo de crescimento econômico. Agnaldo relata que antes da gravação de um pequeno vídeo tiveram cerca de meia hora de conversa.

O motivo da visita, segundo Agnaldo foi levar ao conhecimento do presidenciável alguns problemas peculiares, que podem travar a continuidade do desenvolvimento de Rondônia e pedir que, caso Jair Bolsonaro seja eleito “que tenha atenção especial para as questões amazônicas, especialmente para o nosso Estado”, afirmou Nepomuceno.

Também foram tratados assuntos sobre questões estruturais para o Estado, a exemplo da necessidade de duplicação da BR 364, a pavimentação total da BR 319 ligando Porto Velho a Manaus, questões ambientais que devem ser resolvidas a fim de evitar mais conflitos e permitir maior desenvolvimento da região, além de questões agrárias com efetiva legalização dos lotes rurais.

Ainda na pauta com o presidenciável questões como a efetivação da zona de exportação em Porto Velho, incentivo para aumentar a industrialização e conseguinte agregar valor aos nossos produtos, a necessidade de mudança na legislação para permitir a emancipação de alguns distritos a exemplo da Ponta do Abunã, necessidade de fortalecimento dos municípios brasileiros “Discutimos sobre diversos assuntos que interessam a nossa gente”, argumentou o pré-candidato à Câmara Federal.

Agnaldo reclamou ao presidencial que o governo federal na década de 70 fez forte campanha para que brasileiros de todas as regiões viessem para Rondônia a fim de desbravar esta terra e torná-la habitada e produtiva. Mas este mesmo povo hoje sofre para manter suas propriedades produzindo, vez que a política do governo federal para a região é uma política influenciada por forças internacionais e, portanto, de retrocesso.

Se Rondônia ainda é hoje uma força econômica nacional em termos de produção agrícola, pecuária e piscicultura, se deve a insistência e o trabalho árduo de seu povo. “Se dependesse da política do governo federal para a região estaríamos à beira da falência, destacou o pré candidato a deputado federal”, denunciou Nepomuceno.

Mesmo sendo já entrando pela madrugada o presidenciável ouviu tudo com muita atenção e agradeceu, por ter levado ao seu conhecimento problemas peculiares que trava o desenvolvimento do Estado de Rondônia. Ao final prometeu vir a Rondônia conhecer de perto nossa realidade e encerrou com a seguinte frase: “juntos podemos mudar o destino do Brasil; desejo a você boa sorte em seu projeto político para Rondônia”.

Autor / Fonte: Agnaldo Nepomuceno

Comentários

comentários