Como está se tornando pratica no MDB/RO, pegos com ‘a calça curta’, gritam que é uma Fake News para tentar confundir o eleitor.

LEIA TAMBÉM:

Lúcio Mosquini e Marinha Raupp querem o fim da lava jato

EXISTE E NÃO É FAKE NEWS: Deputado federal retira assinatura para acabar com a lava jato

 

Os deputados federais Lucio Mosquini e Marinha Raupp (MDB) de Rondônia protagonizaram um novo jeito de se safar da cobrança política da opinião pública. Inventar uma mentira para acusar a imprensa. Como está se tornando pratica no MDB/RO, pegos com ‘a calça curta’, gritam que é uma Fake News para tentar confundir o eleitor.

Durante o inicio desta semana, o portal ‘O Antagonista” publicou que a criação de uma CPI no Congresso Nacional visava ‘acabar’ com a operação Lava Jato. No objetivo do pedido de instalação de CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito estava investigar ‘as denúncias de irregularidades feitas contra Antônio Figueiredo Bastos, inclusive envolvendo escritórios de advocacia no âmbito da operação Lava Jato”.

Após publicação da lista com deputados federais de todo o Brasil que endossaram o pedido de CPI para ‘investigar’ a Lava Jato, muitos retiraram as assinaturas. Ao final da tarde desta terça-feira (19), com a debandada de parlamentares graças a pressão da opinião pública, foi sepultada a nefasta CPI.

Mas em Rondônia, os dois deputados federais resolveram mentir para a população. Após publicação da lista, em que constava a assinatura de Marinha e Lucio, emitiram uma nota conjunta afirmando que não tinham assinando lista nenhuma, que se tratava de uma Fake News e que iriam processar a Imprensa.

E deste jeito, apesar das evidências robustas, resolveram criar um ‘placebo’ para tentar iludir a população.

Uma vergonha usarem de estratégia de acusar e ameaçar a Imprensa quando é claro e evidente que o nome de ambos está registrado nos ‘anais’ do Congresso Nacional. Os documentos estão anexos, ao final desta reportagem.

 

RONDONIAOVIVO

Comentários

comentários