A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO) é autora de mais um projeto em defesa do meio ambiente.

 

Desta vez, a parlamentar apresentou uma proposta que visa reduzir o uso de canudos de plástico e ampliar o consumo dos biodegradáveis.

 

O objetivo da matéria da segunda secretária da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, é reduzir a quantidade de materiais prejudiciais à natureza que causam grandes prejuízos aos ecossistemas.

 

Sua propositura obriga restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, hotéis, supermercados e similares a disponibilizarem a opção de canudos biodegradáveis ou recicláveis.

Mariana destaca que a vida útil de um canudo é de cerca de 10 minutos, tempo em que geralmente é consumida uma bebida. “Após o uso, o mesmo é descartado e pode levar mais de quinhentos anos para se decompor completamente”.

Os canudos são apontados como grandes poluidores do meio ambiente, pois são feitos de polipropileno e poliestireno, materiais não degradáveis que, quando descartados de forma errada, se desintegram lentamente em pedaços menores e acabam sendo ingeridos peixes e outros animais, quando acabam parando nos rios e oceanos.

Para justificar a sua iniciativa, a deputada cita pesquisa britânica da Fundação Ellen MacArthur, divulgada em 2017.

Tal levantamento alerta que se o uso de plástico continuar aumentando na atual proporção em todo mundo, em 2050 haverá mais plástico que peixes nos oceanos.

Anualmente, de cinco a 13 milhões de toneladas de plástico são despejadas nos mares. Segundo o Greenpeace, um total de oito milhões de toneladas de plástico vão parar nos oceanos anualmente, ocasionando a morte de um milhão de aves marinhas e 100 mil outros animais marinhos todo ano.

Canudos plásticos contêm também bisfenol A (BPA), um produto químico que imita a atividade de hormônios, como estrógeno no corpo humano, o que pode levar a distúrbios reprodutivos, câncer de mama e de próstata, diabetes, além de doenças cardíacas.

“É papel  do legislativo propor políticas públicas voltadas a proporcionar um ambiente ecologicamente equilibrado”, diz Mariana Carvalho.

Para a tucana, o uso de canudos biodegradáveis ou recicláveis, cuja degradação demora em média dias, ou ainda papel reciclável ou material comestível, vai minimizar a degradação ambiental.

Assessoria 

Comentários

comentários