Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Sindicais
do Estado de Rondônia (SINTES-RO) tentaram hoje, 12/9, mais uma vez,
se reunir com os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do
Estado de Rondônia (SINDSAÚDE-RO) para tratar da situação das dezenas
de funcionários que, há mais de 18 meses, estão sem receber o
retroativo do reajuste salarial referente ao Acordo Coletivo de
Trabalho 2017/2018.

Essa foi a oitava tentativa da diretoria do SINTES-RO tratar, em mesa,
a situação que aflige inúmeros funcionários do SINDSAÚDE, que estão
tendo que trabalhar com a incerteza se receberão (ou não) seus
salários em dia e com o devido reajuste de um Acordo firmado há mais
de um ano.

No entanto, mais uma vez os diretores do SINDSAÚDE – que já haviam
confirmado a reunião para esta quarta-feira – arranjaram uma desculpa
bem esfarrapada para ‘cancelar’ o encontro com os representantes dos
funcionários e, com isso, postergar ainda mais uma solução para o
impasse que atormenta pais e mães de família que prestam serviços a um
sindicato que atua na ‘representação e defesa’ dos interesses
exatamente daqueles que trabalham com Saúde.

Essa não é a primeira vez que a direção do SINTES-RO tenta sentar para
dialogar, e novamente, esbarra na completa arrogância por parte da
diretoria do SINDSAÚDE, que já há algum tempo vem ignorado e não
respondendo aos ofícios enviados pelo SINTES-RO exigindo explicações e
soluções, bem como reuniões que são, constantemente, ‘desmarcadas’ sem
o menor aviso prévio e sempre com alguma justificativa sem sentido.

Para piorar, quando tomam ciência de que as denúncias deste descaso
chegam ao SINTES-RO, alguns diretores pregam a retaliação aos
funcionários, tanto da capital quanto do interior do Estado, e isso é
algo que o SINTES-RO vai combater a qualquer custo, mesmo que isso
acabe sendo levado a conhecimento do Ministério Público do Trabalho
(MPT), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) e,
principalmente, a conhecimento público através de matérias que poderão
ser publicadas no informativo do SINTES-RO e em inúmeros veículos de
comunicação espalhados pelo Estado.

“Tentamos, por várias vezes, de forma amigável e diplomática, com
reuniões ou acordos, sentar para discutir e encontrar uma proposta
justa e digna que atendesse as reivindicações e aos direitos dos
funcionários, mas a diretoria do SINDSAÚDE sempre foi adiando reunião
após reunião, e por estar claro que eles não querem sequer nos receber
para o diálogo, teremos que partir para a denúncia aos órgãos
fiscalizadores, à imprensa e à sociedade em geral. Chega de tanto
descaso e desrespeito com os funcionários e com o SINTES-RO que,
enquanto representante desses trabalhadores, jamais vai admitir que
qualquer entidade sindical, federação ou central sindical coloque em
prática, contra seus funcionários, exatamente aquilo que eles alegam
combater”, disparou Paulo Roberto Neres, presidente do SINTES-RO.

Rondineli Gonzalez

Comentários

comentários