O vice-governador de Rondônia, Zé Jodan, possui uma fortuna de R$ 46.119.565,00 (quarenta e seis milhões, cento e dezenove mil, quinhentos e sessenta e cinco reais), valor declarado  à Justiça Eleitoral.

A promotora de justiça Daeane Zulian Dorst, do município de Santa Luzia do oeste, instaurou procedimento preparatório para investigar possível prática de ato de improbidade administrativa decorrente da aquisição e doação irregular de um lote de terras naquele município à empresa privada Jodan Nutrição Animal, do grupo empresarial do vice-governador de Rondônia, José Atílio Salazar Martins, o Zé Jodan (PSL).

O lote em questão é o 55, no PIC (Projeto Integrado de Colonização) GY paraná, setor 2, com área de 10,6637 hectares, localizado naquele município. Fundada em 26 de dezembro de 2013, em Santa Luzia, a empresa Jodan tem como atividade principal a fabricação de alimentação para animais.

O quadro societário da empresa é composto por Fernando Gonçalves Martins, Alexandre Caliani Salazar Martins e Renata Gonçalves Salazar Martins, que seriam os atuais administradores da empresa a ser investigada pelo Ministério Público.

O vice-governador de Rondônia, Zé Jodan, possui uma fortuna de R$ 46.119.565,00 (quarenta e seis milhões, cento e dezenove mil, quinhentos e sessenta e cinco reais), valor declarado  à Justiça Eleitoral.

O extrato de portaria sobre a investigação foi publicado nesta terça-feira, 19, no Diário da Justiça.

EXTRATO DA PORTARIA PP 03/2019/PJSLO Feito: 2018001010081056. Data de Instauração: 08/02/2019 Promotoria de Justiça de Santa Luzia d’Oeste Promotor: Daeane Zulian Dorst Envolvidos: A apurar. Assunto: Instaura o Procedimento Preparatório Difusos e Coletivos, por conversão da Notícia de Fato n. 2018001010081056, com o objetivo de apurar possível prática de ato de improbidade administrativa, decorrente da aquisição e doação irregular do Lote 55, PIC Jy-Paraná, Setor 02, com área de 10,6637 hectares, do Município de Santa Luzia d’Oeste/RO à empresa privada JODAN NUTRIÇÃO ANIMAL LTDA – ME.

TUDORONDONIA

Comentários

comentários