De acordo com parlamentar, governador é mal assessorado por “carregadores de bandeiras”.

O deputado Jair Montes (PTC), na sessão realizada na terça-feira (2), disse ser contra o pedido de impeachment do governador Marcos Rocha (PSL) apresentado na Casa de Leis. Segundo o parlamentar, é muito cedo para falar em afastamento, e deve ser assegurada a oportunidade de o chefe do Executivo trabalhar.

Apesar disso, Jair Montes reclamou do não cumprimento de prazos concedidos ao Executivo. Ele lembrou que foi estipulado um período de 24 horas para o encaminhamento de documentos, mas isso não aconteceu. Para o deputado, Marcos Rocha não foi bem orientado por assessores.

“Existem os carregadores de bandeira, que ajudam um governador a ganhar uma eleição. Esse pessoal chega a dizer que deputado não tem vez, mas esquece que a votação dos projetos é feita aqui na Assembleia Legislativa”, destacou Jair Montes.

Ele disse não conseguir entender um Estado onde um secretário não consegue ser atendido pelo governador. “O Executivo deveria ter alguém aqui nas galerias vendo essa sessão, um interlocutor para discutir as coisas justas com os parlamentares”, acrescentou.

Jair Montes afirmou que os deputados não estão colocando “a faca no pescoço” do governador, exigindo cargos. “Ele nomeia quem quer, mas não tem nomeado pessoas capazes. Carregador de bandeira não tem competência para trabalhar na administração do Estado”, finalizou.

Comentários

comentários