A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur), promoveu a entrega de 989 títulos definitivos às famílias do bairro Socialista. O evento, na manhã do domingo (16/6), também foi marcado pelo lançamento da ‘Rua de Lazer’, edição 2019, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semes).

O prefeito Hildon Chaves deixou claro que o título emitido em sua gestão não é de faz de conta, mas sim, definitivo, de propriedade registrado em cartório. Também esclareceu que, nessa fase, só ficou de fora àqueles munícipes que não se enquadraram no perfil socioeconômico, necessário para ser inclusivo no quesito interesse social.

A plateia respondeu com aplausos ao prefeito, após a afirmação de que, prioritariamente, os títulos devem ser emitidos no nome da mulher. Hildon Chaves afirmou que o título valoriza o imóvel em até 40%, mas o maior benefício é a segurança jurídica. Em relação aos críticos, respondeu: “não dá para resolver as demandas centenárias em um mandato”.

O titular da Semur, Edemir Brasil, agradeceu a confiança do prefeito porque cresce mais a cada dia, como ser humano, ao conhecer histórias diversificadas de pessoas humildes. Por isso, estabeleceu na secretaria a administração do amor que é amar o contribuinte, os empresários que procuram a pasta, os corretores de imóveis e os funcionários.

O secretário disse que a meta da Semur é emitir 15 mil títulos definitivos até o final de 2020. “Na primeira vez na história do município, os distritos também serão inclusos na regularização fundiária, a começar por União Bandeirantes, com 3.500 títulos, e Nova Califórnia, com 1.500, isso com apoio do 2º Ofício de Registro de Imóveis”, concluiu.

Presente no evento, o vereador Antônio Carlos da Silva parabenizou o prefeito e solicitou que a regularização fundiária fosse estendida para a zona sul, enquanto o Pastor Sandro afirmou que a prefeitura estava realizando sonhos de parte dos moradores da zona leste. Segundo Marcelo Reis, quando o morador tem o título definitivo pode dizer que é o dono da casa e fazer o que quiser. Já Júnior Cavalcante, elogiou o prefeito pela escolha de Edemir, pois em poucos meses já mostrou a que veio.

Moradores

Antes da entrega dos títulos, a expectativa era grande por parte dos moradores. Antônio Sobreira, que reside desde 90 na comunidade, disse: sou um dos primeiros moradores e ainda não tenho documento, saindo vai dá mais segurança pra gente.

O início da entrega do documento foi marcado por emoção. A primeira a receber da mão do prefeito foi a senhora Maria Menezes da Silva que, emocionada, disse que estava orando todos os dias porque tem um terreno que não pode dizer que era dela. “Agora eu recebi o título do meu terreno, agora eu posso dizer que a propriedade é minha”, disse em agradecimento à Prefeitura.

Comentários

comentários