Preocupada com a segurança da população, a Ceron, empresa do grupo Energisa, aderiu à campanha de conscientização sobre acidentes envolvendo a rede elétrica. De acordo com a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), organizadora da ação, foram registrados 891 acidentes em todo país durante o ano de 2018. Desses, 271 resultaram na morte das vítimas.

Dentre as principais causas de acidentes, destacam-se a construção e manutenção irregular predial (89,55%), cabo energizado no solo (20,12%), ligações clandestinas (12,7%) e poda de árvore (11,7%).  O gerente de construção e manutenção de distribuição da Ceron, Alfredo João de Brito, lembra que é importante a contratação de profissionais capacitados para fazer a manutenção correta e de forma segura nas residências e comércios. “Já aconteceram acidentes com pessoas que consertavam antenas de televisão no telhado ou que encostaram partes de veículos agrícolas em cabos energizados. É preciso estar atento e utilizar equipamentos de proteção individual”, frisou o gerente.

Também representam riscos de acidentes as queimadas, que danificam os cabos e interrompem o fornecimento, ligações clandestinas e acidentes de trânsito próximos às redes de energia. “As manutenções na fiação da rede de distribuição e de postes danificados é responsabilidade da concessionária. É importante que a população ao ver, por exemplo, um cabo caído na rua, informe a Ceron para fazer o conserto”, destacou.

Os avisos de falta de energia e solicitações de serviços podem ser solicitados através do 0800 647 0120, pelo sitewww.ceron.com.br e nas redes sociais Facebook – @energisa Twitter: @energisa, com o registro de número de protocolo de atendimento. A campanha nacional “É aí que mora o perigo, eu me ligo na vida!” faz parte da XIII edição da Semana Nacional de Segurança com Energia Elétrica.

 

Comentários

comentários