O tardígrado, o invasor alienígena: a criatura da Terra cruzou o espaço e agora 'vive' na Lua | Divulgação

Oito patas com quatro dedos cada, boca circular, sem olhos e uma resistência absurda. Esses são os tardígrados, as criaturas que estão habitando a Lua. Mas se você está temendo uma invasão alienígena, calma. Na verdade, o caso é justamente o contrário: esses seres são naturais do nosso planeta, a Terra, mas que agora podem ser encontrados em nosso satélite natural após um acidente espacial.

também conhecidos como ‘ursos da água’, os tardígrados são as criaturas vivas mais resistentes que conhecemos. Com menos de um milímetro de comprimento, podem sobreviver a temperaturas de 150°C e serem congeladas até quase zero absoluto. Eles podem ainda ser desidratados e sobreviver durante décadas em um estado de animação suspensa, ‘revivendo’ novamente ao contato com a água.

E foi justamente nessa condição que os tardígrados chegaram à Lua. Eles estavam em animação suspensa em uma missão espacial israelense, da Arch Mission Fundation, que está criando uma espécie de ‘backup’do planeta, com conhecimento e biologia da Terra sendo guardadas em diferentes locais do espaço.

Entretanto, a nave que transportava os tardígrados se chocou com o solo lunar durante um acidente, e cientistas que a colisão deva ter arremessado milhares desses seres sobre a Lua. Como são microscópicos, é impossível que possam ser resgatados e levados para outro local, embora seja improvável que saiam do estado de animação suspensa sem ter contato com água em seu estado líquido. Apesar disso, experimentos anteriores já comprovaram que os tardígrados conseguem sobreviver no espaço, sem nenhuma proteção, para serem reanimados posteriormente.

Segundo o Tratado do Espaço Exterior, todas as espaçonaves que saem da Terra são obrigadas a passar por ‘limpeza’, para não contaminar outros ambientes, e o acidente preocupa a comunidade científica, já que a contaminação dos tardígrados pode comprometer o local e pesquisas futuras em solo lunar.

Comentários

comentários