segunda-feira, abril 22, 2019
Início Site Página 232

EDUCAÇÃO: Primeira-dama Ieda Chaves lança projeto Escola Presente 

 

Evento acontece no próximo sábado, às 9h, na escola Flamboyant e envolve toda a comunidade escolar

Uma ação social com prestação de diversos serviços básicos e gratuitos à comunidade nas áreas de saúde, educação, lazer, esporte e assistência social acontece no próximo sábado (9), a partir das 9h, na escola Flamboyant, zona Leste de Porto Velho. O evento marcará o lançamento oficial do projeto educacional Escola Presente, incentivado pela primeira-dama do município de Porto Velho, Ieda Chaves.

Inicialmente o projeto vai funcionar em duas escolas: Flamboyant e escola São Pedro, na zona Norte. Ambas escolhidas por terem tido o último Ideb com pontuação bem abaixo da média. “A meta é promover a participação efetiva da comunidade escolar através de parcerias com os pais e outros segmentos da sociedade, buscando criar novas condições para promoção de uma educação construtiva e justa através de um trabalho coletivo e educativo”, destacou a primeira-dama.

PAIS NA ESCOLA

Desde o início da administração do prefeito dr Hildon Chaves, a primeira-dama Ieda Chaves vem realizando uma série de visitas a diversas escolas do município, onde colheu dados sobre a qualidade do ensino, verificou números do Ideb e, principalmente da participação dos pais nas escolas.  “Percebi que os pais precisam estar mais presentes na escola, pois muitos deixam a cargo da instituição, a responsabilidade da educação dos filhos. Porém a escola é apenas o complemento. É preciso resgatar a família dentro da escola. Passar para os pais a continuidade do que os filhos aprenderam na instituição de ensino”, defendeu Ieda Chaves.

METODOLOGIA

O projeto pretende contribuir para o acesso a uma educação complementar extracurricular por meio de oficinas, palestras, campanhas, grupos de trabalho, atendimento em saúde e assistência social. Vai ser executado por meio de um programa de trabalho sistematizado e acompanhado por profissionais e professores.

A PROBLEMÁTICA PORTO VELHO TEM  120 MIL  NOVOS MORADORES A MAIS EM SETE ANOS

Como preparar uma cidade para receber 120 mil novos habitantes em apenas sete anos, 17.271 almas a cada ano, de 2010 para cá? Porto Velho estava programada  para ter um crescimento populacional de 21 por cento, nesse período? O que foi feito para que a Capital do Estado estivesse apta para crescer tanto em tão pouco tempo? O despreparo era óbvio e os últimos números oficiais do IBGE, divulgados na última semana, foram de assustar. Há sete anos atrás, quando foi realizado o último censo, tínhamos 428.527 moradores na cidade. Neste primeiro semestre de 2017, a maior cidade rondoniense tem 519.527 e continua crescendo todos os dias. As mais de 120 mil novas criaturas que chegaram a Porto Velho (entre nascimentos e migrantes), encontraram uma Capital cheia de problemas, deficiente em infraestrutura; com mais da metade da população sem receber água potável; com praticamente zero de canalização para o esgoto, com um trânsito caótico. Nesses mesmos sete anos, o Índice de Desenvolvimento Humano (IHD) melhorou um pouco, saltando de 0,469 pontos para 0,638 pontos, mas, no contexto geral das capitais brasileiras, lamentavelmente, deixou a de Rondônia como a segunda pior para se viver, em todo o país. Só ganhamos de Maceió, que tem um índice de vida muito pior. O crescimento no número de crianças é espantoso, mas não temos uma cidade com áreas de lazer condizentes, embora possamos comemorar, por exemplo, que 94,5 por cento delas,  entre seis e 14 anos, tenham taxa de escolarização condizente com suas idades.

Há números positivos na economia, como o emprego garantido para mais de 182 mil porto velhenses em idade de produzir, criando uma renda média que em 2015 era de três e meio salários mínimos e que continua crescendo. Mas é uma Capital que não está preparada nem para o presente, nem para o futuro, com suas enormes deficiências. Não se preparou para ter, por exemplo, quase 2 por cento de toda a sua população, algo em torno de 11 mil pessoas, com idade superior a 70 anos. O que oferece Porto Velho aos idosos? Quem respondeu zero, acertou em cheio! Enfim, temos mais baixos do que altos e grandes desafios pela frente. Se crescermos na mesma proporção nos próximos sete anos, em 2.024 teremos nada menos do que 630  mil habitantes. Que tipo de vida teremos, se não houver ações práticas e objetivas agora?

 

 

 

O MEGAPULMÃO DO MUNDO

No cinco de setembro se comemora o Dia da Amazônia, data em que devemos lembrar e reverenciar nossa  mega floresta de sete milhões de quilômetros quadrados, o verdadeiro pulmão deste planeta, que é  cada vez mais maltratado. A data foi escolhida por coincidir com a data da criação da Província do Amazonas, em 1850, pelo Imperador Dom Pedro II. A Amazônia, na verdade, não é só nossa, embora sua maior parte esteja em nosso território. Ela atravessa nada menos do que nove países da América do Sul. Tem mais de 40 mil espécies de plantas, 400 tipos diferentes de mamíferos, milhões de espécies de insetos, além de ser uma das regiões de maior variedade de peixes do Planeta. É ainda uma fonte inesgotável de matéria prima utilizada em medicamentos, alimentos e em outras atividades. Concentra algumas das maiores riquezas de ouro, diamantes e outros minérios do que qualquer outra região da Terra. É por isso tão cobiçada, tão explorada, tão cheia de estrangeiros, muitos dos quais se dizem seus protetores, mas que sabemos muito bem quais são seus interesses. Então, Feliz Dia da Amazônia!

MIL NOVOS EMPREGOS

O competente prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, não se aguenta, de tantas boas notícias que sua cidade tem recebido. Além das muitas obras que ele está realizando e da melhoria na qualidade de vida da população, a cidade marca ainda um feito dos mais importantes: vai receber um frigorífico que está oferecendo nada menos do que 1 mil (isso mesmo, 1.000!) empregos diretos. O grupo Marfrig, presente em 100 países e com 48 unidades de produção, vai beneficiar centenas de famílias da cidade, da região central e do Estado. Já está recebendo currículos para as contratações, que acontecerão em breve. A nova indústria da carne vai assumir a planta do antigo Frigorífico Frialto, na RO 135 e receberá animais, para abate, de pelo menos 17 cidades próximas a Ji-Paraná, que tem bons rebanhos de gado de corte. Serão abatidos 1.500 animais por dia. Toda a região será beneficiada quando o novo frigorífico entrar em operação, em breve, conforme destacou o diretor da empresa, Alcides Bérgamo, que anunciou a abertura da empresa recentemente, em encontro com Jesualdo Pires. “Estamos comemorando mais essa notícia tão positiva para nossa Ji-Paraná”, comemorou o Prefeito. E vem mais por aí…

 

CADA VEZ PIOR

Mortes, feridos graves, lesões para a vida toda: mais um final de semana de muitos acidentes de trânsito na Capital, mas também em várias regiões do Estado. A alta velocidade, a falta de respeito à sinalização e, mais recentemente, a praga do uso do celular enquanto se dirige, têm sido causas para que o número de ocorrências aumente cada vez mais. Num Estado em que há um veículo para cada habitante (1 milhão e 800 mil habitantes, para mais de 905 mil carros, motos, caminhões, ônibus e outros tipos), os riscos são cada vez mais acentuados. Além disso tudo, soma-se também o grande número de condutores que continuam dirigindo e pilotando embriagados. Para se ter uma ideia, apenas uma blitz da Polícia Militar, em algumas horas, nessa final de semana (e só na avenida Jatuarana, na zona sul da Capital), 14 motoristas foram flagrados bêbados. Em poucos horas e num ponto localizado da cidade. O conjunto de problemas, somada à falta de sinalização; à falta de fiscalização e até de mais punições, acaba matando quase 50 mil brasileiros no trânsito todo o ano. E vai continuar piorando…

 

OS PODEROSOS MANDAM

Uma cidade com quase 50 mil habitantes, fica várias dias sem a única agência do Banco do Brasil, simplesmente porque é política deste gigantesco banco não investir em segurança. Alegando que falta segurança em Guajará Mirim (em que comunidade neste país pode-se dizer que ela existe, plenamente?), a agência simplesmente parou de atender, deixando a população se virar apenas com os caixas eletrônicos, que, também eles, por vezes não funcionam. É uma vergonha, um acinte, uma agressão contra o consumidor, para o que os órgãos responsáveis pela fiscalização fecham os olhos, certamente para não “incomodar” o poderoso Banco. Continuam permitindo  que ele cometa essa agressão aos seus clientes, apenas porque não quer investir em sua própria segurança. Em Porto Velho, agências também são fechadas em finais de semana, sob o mesmo argumento, sem que ninguém proteste ou que o bilionário Banco do Brasil seja multado e pague por desrespeitar a população. É uma vergonha, em que Guajará Mirim é apenas mais uma vítima…

 

COMEÇANDO A BATALHA!

A corrida eleitoral para 2018 já começou, é claro. Principalmente aos candidatos à reeleição à Assembleia e Congresso, têm  duplicado suas atividades em todo o Estado, cada um concentrando o trabalho principal, é claro, na sua região de origem. Os 24 deputados estaduais, que teoricamente vão disputar o pleito (provavelmente entre 21 e 22 vão tentar se manter no parlamento), não param de correr para lá e para cá. Vão de visitas a obras até batizados e enterros. Usam as redes sociais, principalmente, para falar do seu trabalho e prestar contas, além de outros tipos de mídia. Como já são personagens conhecidos da política, têm essa vantagem na briga pelo voto. Mas há os que têm desvantagem pelo mesmo motivo: ser conhecidos, até demais…Em relação ao Congresso, ainda há dúvidas. Dos três senadores, só Valdir Raupp deve buscar a reeleição. Dos atuais deputados federais, ao menos seis vão entrar na briga para se manterem onde estão. Dois poderão buscar outros caminhos. Veremos no que vai dar…

NINGUÉM FALA NO PRINCIPAL

O caso do anormal que ataca mulheres dentro dos ônibus, preso 18 vezes e solto 17, transformou o assunto em grande tema de debate nacional. As mulheres, cheias de razão, protestaram com veemência, apesar de algumas que se autodenominam  “líderes femininistas”, terem dito inúmeras asneiras. Mas sobre a essência do problema, mais uma vez, pouco se comentou. Ora, como um magistrado vai mandar prender um tarado, se as leis existentes dizem que isso não é crime grave? A nova prisão do mesmo tarado, depois da 17ª vez, se deveu a pressões da opinião pública e redes sociais. Para mandar prender o criminoso contumaz, o magistrado agora teve que exagerar na interpretação da lei pífia que existe para esses casos e para tantos e tantos atos criminosos. Ou seja, não haverá combate eficaz ao crime (e a qualquer tipo de crime), enquanto tivermos leis que são contra as pessoas de bem e protegem os bandidos. Mas isso, com todas as letras, ninguém gosta de dizer, porque não é “´politicamente correto!”. Chega dar nojo!

 

PERGUNTINHA

O Presidente Temer volta ao Brasil nessa terça, mais uma vez acuado por denúncias de corrupção. Até quando teremos no comando do País, políticos com esse ?

Mergulhadores inspecionam constantemente barragem da Hidrelétrica Santo Antônio

Dentre os procedimentos de Operação e Manutenção que garantem o funcionamento da Hidrelétrica Santo Antônio está um serviço que não é visto: as equipes de mergulhadores que inspecionam rotineiramente as estruturas que ficam submersas nas águas turvas do rio Madeira.

São duas equipes que fazem serviços rotineiros e eventuais de inspeção nas grades de tomada d’água das turbinas para verificar se não há sedimentos ou madeiras atrapalhando a geração de energia, em mergulhos de até 40 metros abaixo da superfície.

Outro trabalho importante executado pelos mergulhadores é a inspeção nas grades do Log Boom assim como a limpeza e manutenção nesta estrutura, que são os cordões de boias que conduzem as galhadas e troncos para o vertedouro específico, permitindo que esse  material siga o fluxo natural do rio.

 Para a execução destas atividades são seguidas todas as normas estabelecidas pela Diretoria de Costas e Portos da Marinha – DPV, Ministério do Trabalho e Emprego e procedimentos internos de segurança da Santo Antônio Energia.

Antes de cada mergulho, o técnico realiza um check-list com o supervisor de mergulho e a equipe para se certificar todos os equipamentos, como o sistema  de captação de áudio e vídeo, compressor de ar, cilindros de ar comprimido, etc., estão funcionando corretamente.

Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela construção e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia gerada. Quarta maior geradora hídrica do país, a Hidrelétrica Santo Antônio se consolida como a Nº 1 em sustentabilidade, de acordo com avaliação da International Hydropower Association (IHA), organização sem fins lucrativos, fundada há quase 20 anos com o suporte da Unesco, e que atesta a sustentabilidade de empreendimentos hidrelétricos.

Assessoria Comunicação Corporativa – Porto Velho
Carla Nascentes –

Léo Moraes solicita Posto Avançado de cartório e melhorias na saúde para União Bandeirantes

 

População do importante distrito de Porto Velho agora tem serviços cartoriais graças ao Posto Avançado

Moradores de União Bandeirantes não precisarão mais se deslocar para outras localidades para realizarem serviços cartoriais. Em reunião com Corregedor Geral do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Hiram Marques, o deputado Léo Moraes (PTB) solicitou um Posto Avançado de cartório no distrito.

“Sempre que necessitam realizar algum serviço cartorial, os moradores precisam se deslocar para Jacy- Paraná, cerca de 70 quilômetros de União de Bandeirantes. Queremos que eles realizem essas atividades no distrito. Na prática, a instalação do posto permite que a comunidade execute serviços como escrituras, reconhecimento de firmas, registro de nascimento, autenticações, entre outros. Espero que nossa solicitação seja atendida, pois vai facilitar muito a vida das pessoas”, explicou o deputado.

Léo Moraes também quer que outras providências sejam feitas em União Bandeirantes, entre elas, o deputado pretende, por meio de uma emenda parlamentar, solicitar uma máquina de Raios-X ou de ultrassonografia para o posto de saúde da região. A ideia é conversar com a Secretaria Municipal de Saúde, e por meio de parceria, fazer o pedido dos aparelhos.

“O atendimento na saúde pública é uma das dificuldades enfrentadas pela comunidade. Queremos ajudar no que for possível para mudar esta realidade. Pretendemos também melhorar o posto de saúde do distrito para que ele tenha estrutura, material e profissionais capacitados para assim funcionar 24 horas e atender os pacientes com mais conforto e dignidade”, concluiu o deputado Léo Moraes.

 

Maurão de Carvalho vistoria obras

 

Cidade recebe serviços de drenagem, recapeamento e asfalto novo

Rolim de Moura se transforma num canteiro de obras, com a recuperação de asfalto, construção de galerias, melhorias em rede de drenagem, limpeza e encascalhamento de ruas. No último final de semana, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) vistoriou os serviços, que estão sendo executados pela prefeitura, em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

Acompanhado do prefeito Luizão do Trento (PSDB), do senador Valdir Raupp (PMDB), dos deputados Cleiton Roque (PSB) e Só na Bença (PMDB), do

diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Ezequiel Neiva, do presidente da Câmara Municipal, Aldo Júlio (PMDB), Maurão acompanhou o andamento dos serviços. Parte deles é executada graças a uma emenda de sua autoria, de R$ 500 mil, para a compra de massa asfáltica para a recuperação de ruas e avenidas.

“Destinei esse recurso com a finalidade de recuperar o asfalto urbano de Rolim. O dinheiro foi aplicado na compra dos aglomerados, que estão sendo usinados pelo DER na Residência local do órgão, aqui no município e as obras estão em andamento, beneficiando a população”, explicou Maurão.

O primeiro ponto vistoriado foi a drenagem no cruzamento da Avenida Norte Sul com a Belo Horizonte. O serviço segue em ritmo acelerado e deverá acabar de vez com as inundações na região.

Em seguida, a comitiva se deslocou até o cruzamento das ruas Parnaíba e rua B, no bairro Cidade Alta, nas proximidades do presídio. Lá, com recursos do Governo, a empresa contratada executa obras de asfaltamento. “Aqui em Rolim, o Governo está assegurando 12 quilômetros de asfalto novo”, completou Neiva.

Luizão destacou que o apoio de todos que têm contribuído com o município, tem sido decisivo para assegurar a melhoria na infraestrutura da cidade. “Estamos buscando parcerias e construindo uma rede de apoio a Rolim de Moura, que está sendo decisiva para a recuperação do município”.

Raupp assegurou R$ 33 milhões no Orçamento da União para serem investidos em obras de infraestrutura do município, devendo garantir principalmente asfalto urbano.

A série de vistorias se encerrou na RO 479, na saída da cidade, onde está sendo construída uma galeria dupla, com previsão de conclusão dos trabalhos em aproximadamente 45 dias.

Mariana Carvalho se empenha na redução de gastos da Câmara

 

Segunda secretária da Câmara, a deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) trabalha para reduzir gastos e despesas da Casa.

 

Numa ação inédita, a tucana anunciou que a Mesa Diretora da Câmara vai devolver recursos para a União.

 

Segundo ela, o ideal é que esta ação sirva de exemplo para outras instituições. A economia foi de quase meio bilhão de reais.

 

“Anunciamos nesta semana um corte de R$ 457,5 milhões, quase meio bilhão, em gastos operacionais, de obras, investimentos e pessoal, além de encargos da Câmara”, afirmou a deputada.

Para Mariana, a iniciativa da Câmara deve ter repercussão em vários setores. “É uma ação inédita da Mesa Diretora de devolver recursos para a União e que poderá ter desdobramentos imediatos”, declarou. “Esperamos que mais instituições sigam esse exemplo”, disse ela nas redes sociais.

Entusiasmada, Mariana Carvalho comemorou a economia: “É muito gratificante ocupar a Segunda Secretaria e participar de importantes decisões que garantem transparência e o uso consciente do que é público”.

A Segunda Secretaria da Câmara é responsável pela ampliação do acesso do cidadão à informação sobre o legislativo federal.

Também é a área que coordena a direção dos trabalhos legislativos e dos serviços administrativos da Câmara. A Mesa Diretora da Câmara é formada da Presidência e de quatro secretarias.

É a Segunda Secretaria que emite passaportes diplomáticos, dos passaportes de serviço e dos vistos junto ao Itamaraty, bem como dos vistos perante as embaixadas para serem utilizados por deputados, deputadas e servidores em viagem de missão oficial.

Cleiton Roque anuncia R$ 7.7 Milhões para Pimenta Bueno

O deputado estadual Cleiton Roque anunciou recurso no valor de R$ 7.700.000.00 (sete milhões e setecentos mil reais) para serem investidos em infraestrutura asfáltica no município de Pimenta Bueno.

A divulgação do benefício foi feita pelo parlamentar ao ser entrevistado no programa A Hora da Verdade, na rádio Meridional 93,5 FM, durante a manhã deste sábado (02), com apresentação do repórter Wagner Silva.

De acordo com o parlamentar, já está em fase de processo licitatório na Superintendência Estadual de Licitações – SUPEL/RO, “Tomara que nesse novo modelo de licitação esse valor baixe e possamos fazer o pedido de ampliação de metas, contemplar mais ainda nosso município”.

Roquei citou o recurso de R$ 243 mil liberados pelo governo, através de indicação de emenda parlamentar individual de sua autoria, para a construção do muro do Centro de Atendimento as Pessoas Especiais (Cenape), “Dos R$ 243 mil orçados no projeto, foi conseguido na licitação pelo menos R$ 65 mil de descontos. O muro já foi construído e foi pedida a ampliação de metas para o recurso que sobrou ser usado na construção de uma garagem para atender os servidores”.

Roque agradeceu a parceria do governo do estado juntamente com a assembleia legislativa nessa conquista dos R$ 7.7 milhões para Pimenta Bueno.

O deputado também falou das suas ações desenvolvidas no estado de Rondônia.

Omégeni Ramos

Saiba o que é legal nos financiamentos de produtos ou serviços

No financiamento de produtos ou serviços o preço deve ser fixado em moeda corrente nacional, isto é, em reais. Deve, ainda, o fornecedor informar ao consumidor, de forma discriminada, o valor real do produto, o montante dos juros de mora e a taxa efetiva de juros, os acréscimos legalmente previstos, a quantidade e a periodicidade das prestações. É direito de o consumidor saber a soma total a ser paga, com o seu financiamento.

Eventual multa de mora pelo não pagamento das parcelas ou por algumas das parcelas, não poderá ser superior a dois por cento do valor da prestação. Assim se a parcela é de dois mil reais a multa pelo não pagamento não poderá ser superior a vinte reais.

É assegurada ao consumidor a liquidação antecipada de débito, total ou parcialmente, mediante redução proporcional dos juros e demais acréscimos.

Nos contratos de compra e venda de móveis ou imóveis mediante pagamento em prestações, bem como nas alienações fiduciárias em garantia, consideram-se nulas de pleno direito as cláusulas que estabeleçam a perda total das prestações pagas em benefício do credor que, em razão do inadimplemento, pleitear a resolução do contrato e a retomada do produto alienado.

Exemplo, um consumidor financia um carro e após pagar algumas parcelas não consegue mais continuar pagando. Neste caso se o banco pretender romper o contrato e obtiver o bem de volta, não poderá decretar a perda das parcelas já pagas, quando muito poderá fazer a devida compensação e restando saldo devolver ao consumidor.

É direito de o consumidor solicitar cálculo discriminado do valor, não podendo o fornecedor impor ao consumidor a dedução de eventuais valores gastos com a contratação de escritório de cobrança ou honorários de advogados. O risco da atividade comercial é de quem disponibiliza o financiamento. Contudo, em âmbito judicial é possível a condenação em custas e honorários de sucumbências.

O financiamento de serviços ou produtos feitos por instituições bancárias ou não, deve ser feito mediante contrato e somente obrigarão os consumidores se lhes for dada a oportunidade de tomar conhecimento prévio de seu conteúdo, devendo o instrumento ser redigido de modo a facilitar a compreensão de seu sentido e alcance.

As cláusulas contratuais serão interpretadas de maneira mais favorável ao consumidor: caso o contrato tenha termos ambíguos, contraditórios ou confusos e haja qualquer conflito quanto a seu cumprimento, deverá se buscar o entendimento que melhor atenda aos interesses do consumidor. Para saber mais acesse www.agnaldonepomuceno.com.br

Sorteio da Mega-Sena acumula de novo e prêmio chega aos R$ 77 milhões na quarta-feira

Nenhum participante acertou as seis dezenas da Mega-Sena de R$ 50 milhões de sábado (2), do concurso de número 1.964. Por isso, o prêmio acumulou e agora pode pagar até R$ 77 milhões no próximo sorteio a ser realizado em 6 de setembro, segundo a Caixa Econômica Federal. As dezenas foram sorteadas em Bom Jesus da Lapa, na Bahia. Veja os números:

02 – 27 – 32 – 36 – 48 – 50

De acordo com a Caixa, 119 apostadores acertaram a Quina (cinco números) e levarão R$ 32.635,32, cada um. Outros 7.880 apostadores acertaram a Quadra (quatro números) e ganharão R$ 704,06, cada.

Para jogar, o competidor deve marcar de seis a 15 números do volante, podendo deixar que o sistema escolha os números (Surpresinha) ou concorrer com a mesma aposta por até oito concursos consecutivos (Teimosinha).

Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio.

A aposta pode ser realizada sempre até as 19h do dia do concurso.

NO FINAL, NA BATALHA SEM FIM CONTRA  A VIOLÊNCIA, É SÓ ENXUGAR GELO!

Não se pode ignorar o grande esforço feito pelas autoridades competentes, para realizar um encontro nacional de secretários de segurança, como o que foi feito em Porto Velho e que  durou três dias. Foram discutidos planos, projetos, medidas práticas e teóricas para enfrentar a criminalidade que assola nosso País. Ao definir que as questões de fronteira são prioritárias, para impedir a entrada de armas e drogas refletindo com isso em melhorias na segurança do Brasil como um todo, nossas autoridades que aqui estiveram contribuíram, de alguma forma, para que possamos tentar superar essa guerra civil que a bandidagem decretou e executa contra a população brasileira. Qualquer coisa que se faça em termos de mais segurança pública, é louvável e deve ter todo o apoio da coletividade. Mas….Que avanços reais se pode conseguir contra o crime, se a polícia planeja; se a polícia descobre; se a inteligência da polícia descobre; se a polícia prende, mas as leis brasileiras mandam soltar? Há alguma medida real que possa proteger a comunidade, quando um assassino destrói uma família inteira e, quando julgado  e se condenado, em poucos meses têm o direito de estar na rua de novo? Que medida a polícia, como instituição, pode tomar para tirar de circulação um tarado que ataca mulheres dentro dos ônibus, ejacula no pescoço de uma delas e, horas depois de preso, é colocado na rua de novo, como se nada tivesse acontecido? O que fazer pela segurança da sociedade quando, em vários locais (nas “comunidades” que não se podem se chamar de favelas, por exemplo), a população ataca a polícia, ofende e ameaça e ainda essa lamentável reação é tratada, em grande parte da mídia, como se fosse a correta? Adianta colocar um policial para cuidar de cada pessoa, se o bandido que ataca vai continuar tendo tratamento vip pelas leis e ter proteção como nenhum cidadão de bem sonha ter?

Com todo o respeito às autoridades da segurança, que trabalham duro, que planejam, que tentam ao menos amenizar a situação dramática que vive nosso país, refém dos criminosos: como nenhum deles abriu a boca para exigir do Congresso ou do Governo que, antes de qualquer coisa, sejam mudadas as leis que protegem o crime, é porque certamente acham que poderão conter a bandidagem com a estrutura legal que existe hoje. Eles sabem, nós sabemos, qualquer leigo sabe: não vai ter jeito, enquanto a impunidade e o incentivo ao crime continuarem vigorando no nosso Código Penal. Perde-se tempo, dinheiro, esforços e suor, para resultados pífios. Por que a polícia prende, mas nossas leis absurdas e doentias mandam soltar. É enxugar gelo. Pronto. Falei!

 

 

 

 

SID, O EX PETISTA

Porto Velho assistiu, nessa semana, a uma cena inédita na política: uma reunião partidária em  homenagem a alguém que se desfilia da sigla. Isso mesmo. Com discurso de despedida e tudo. Foi o que aconteceu com o ex vereador e hoje diretor da Fhemeron, Sid Orleans, que deixou o Partido dos Trabalhadores depois de vários anos de militância. Discursos emocionados, abraços, quase lágrimas, enfim, algo completamente inédito na política brasileira: uma cerimônia de despedida de um agora ex militante convicto.  O texto distribuído à imprensa, depois de sua saída do PT, diz o seguinte, sobre o agora ex petista apaixonado: “Emocionado, Sid Orleans ressaltou que o Partido dos Trabalhadores foi uma escola em que aprendeu e se dedicou com honra durante os dois mandados na Câmara de Vereadores. Ao tecer comentários sobre o destino político, Sid argumentou que recebeu convites de seis partidos, mas não adiantou o futuro e  resumiu apenas com a frase: Será um novo passo e levo comigo na bagagem toda minha honra e respeito à população”. Depois quando dizem que Rondônia é uma terra em que acontecem muitas coisas estranhas, tem muita gente que não gosta!

 

ESCOLHA CORRETA

A ordem é do chefe, mas quem a executa corretamente, por vezes melhor do que o esperado, merece também os créditos. O secretário de finanças do Estado, Wagner Garcia, faz parte desse tipo de assessor. O governador Confúcio Moura tem tido nele um parceiro de qualidade, responsável por tocar não só os projetos que visem controlar o gasto da máquina pública, como ainda fazer sobrar dinheiro para obras. Wagner é um funcionário público de carreira e tem dado mostras que nos quadros dos concursados, os gestores podem encontrar muita gente de qualidade. Não é preciso se ter tantos cargos comissionados, se dentro da própria estrutura do Estado há gente da qualidade de Wagner, só para citar um exemplo. Aliás, neste contexto, pode-se dizer que Confúcio também fez o que prometeu: cortou mais de 1.700 cargos de apaniguados e indicados políticos, sem que houvesse, aliás, qualquer prejuízo no andamento da máquina pública. Há ainda muita coisa a ser feita no Governo, mas na área das finanças, Rondônia poucas vezes esteve tão bem servida. Talvez uns dois ou três Wagner a mais na estrutura do governo, melhorasse também algumas coisas que não andam…

MIRANDO O SENADO

Pessoalmente, Confúcio Moura mantém silêncio sobre uma eventual candidatura em 2018. Mas seus assessores e parceiros não perdem tempo em deixar claro que o chefe vai sim disputar o Senado no ano que vem. Nas redes sociais, difícil não haver o dia em que alguma postagem, vinda da turma confunciana, não aponte a possibilidade de ele deixar o PMDB para concorrer por outra sigla, já que no seu partido já há o nome certo de Valdir Raupp e não haveria espaço para dois da mesma sigla tentarem as únicas duas cadeiras. Já “colocaram” Confúcio em vários partidos pequenos, mas agora mais recentemente já se fala que ele poderia ir para o PDT, para o PTB ou ainda para o PSB, do seu vice, Daniel Pereira. Não se pode fechar nenhuma das portas, mas, ao menos por enquanto, o Governador usa a estratégia de não se pronunciar sobre o assunto. Quando questionado se será candidato ao Senado ou não, até agora a resposta tem sido negativa. Até quando, não se sabe!

SACANAGEM COM RONDÔNIA

Continua a vergonhosa bandalheira que a União pratica contra os rondonienses que têm direito à transposição. É só sofrimento, más notícias, obstáculos, sacanagens, pegadinhas legais. Tudo para não cumprir o que já deveria ter sido feito há décadas, o que já beneficiou servidores de outros territórios, mas quando o assunto é para atender os interesses de Rondônia, a coisa é tratada com desrespeito e deboche. Mensalmente, apenas processos têm andado. Alguns servidores inclusive, que já estavam na folha de pagamento da União, foram retirados por uma bobagem inventada, mas que felizmente já foi corrigida. Dos cinco mil que aguardam desesperadamente que seus processos andem, apenas algumas centenas já foram transpostos. Já era terrível no governo Dilma. No governo Temer, a situação para o andamento da transposição se tornou ainda pior. Não há o que faça o governo federal cumprir sua obrigação e passar os ex servidores do território para sua folha. Parece mentira, mas infelizmente não é!

GUERRA CONTRA O POVO

A certeza é de que, nas próximas semanas, já se chegue a pelo menos 100 mil venezuelanos que fogem desesperados da ditadura de Nícolas Maduro, no seu país e vêm procurar abrigo no Brasil. O numero crescente de famílias de refugiados é assustador. A guerra decretada pelo governo contra seu próprio povo, com apoio das Forças Armadas e de militares, técnicos e milhares de cubanos que vivem há anos no país, deixa a Venezuela faminta e em estado permanente de degradação. Nessa semana, por exemplos, dois refugiados, que conseguiram escapar do país de moto, chegaram a Rondônia. No programa Papo de Redação, da Rádio Parecis e em reportagem da SICTV , eles contaram não só seus dramas pessoas, mas a tragédia que se assolou sobre um país que, até há pouco mais de duas décadas, era um dos mais desenvolvidos e com previsão de um futuro brilhante, em toda a América Latina. É mais uma Nação que a esquerda brutal e doentia destrói. O rol dessas desgraças em todo o mundo parece não ter fim…

SÓ OS OUTROS ERRAM!

“Não mediram as consequências de tirar uma presidente eleita sabendo que não havia crime de responsabilidade. É ridícula essa pedalada, principalmente nos dias que correm. Estão indo para um déficit de 180 bilhões de reais. Eles não fugirão de aumentar impostos. Qual era a versão? Me tira, e a fadinha da expectativa trará o investimento estrangeiro de volta. A crise de confiança desaparecerá. Era uma discussão primária, com aquele pato amarelo na rua. Isso mostra a pouca seriedade do processo.” Um ano depois de defenestrada do Poder, Dilma Rousseff mostra que não aprendeu nada, numa longa entrevista à Folha de São Paulo. Não errou. Não cometeu crime. Foi vítima de um golpe. Ela e o PT é que sabiam governar o Brasil. Inacreditável como tanto ela quanto Lula e seus seguidores adoram se fazer de vítimas, vivendo a negação do que fizeram para destruir um país. Vade retro, Dona Dilma! E leve sua turma consigo!

 

PERGUNTINHA

O que esperar de um país em que um chefe de quadrilha, responsável por se aliar a pelo menos dois mil criminosos para roubar dinheiro público, chama o Presidente da República de ladrão e ainda é apoiado por parte da mídia?