segunda-feira, abril 22, 2019
Início Site Página 234

Cleiton Roque garante recurso para construção de sede para idosos

O deputado estadual Cleiton Roque (PSB), recebeu em seu escritório parlamentar no município de Pimenta Bueno, na tarde desta quinta-feira (31), uma comitiva composta com pelo menos 70 idosos, associados na Associação Beneficente Dos Idosos de Pimenta Bueno – Abipb e garantiu recurso para construção de sede.

Os idosos estavam acompanhando o vereador Sergio Tobias (PSB), solicitante da reunião. Segundo o vereador, o motivo da reunião foi para ver a possibilidade de o deputado estar liberando recurso através de emenda parlamentar para a construção de uma sede para os idosos.

O vereador explicou a associação foi criada há mais de dez anos e que estão trabalhando para conseguir um terreno, “O nosso município está avançando cada vez mais, temos uma prefeita que trabalha e um deputado atuante em todo o estado. É meu dever e minha obrigação abraçar essa classe, pois sei que todos eles têm um carinho especial pela minha pessoa e confiança no meu trabalho”.

Ao fazer uso da palavra, Cleiton Roque fechou compromisso, “Sabemos o que vocês já fizeram e fazem pelo nosso município. O vereador Sérgio ficará como nosso embaixador dessa situação, verificar se a associação estará com terreno e documentado no nome da instituição e esteja legalizada e cadastrada junto ao Sispar, o sistema do governo estadual que credencia o Terceiro Setor a receber dinheiro e outros benefícios”.

“Estando tudo legalizado, passamos a trabalhar na elaboração do projeto e podem ter a certeza que colocarei no orçamento do estado para o próximo ano, recurso para a construção da sede da Abipb”.

O vice-líder do governo na assembleia legislativa justificou sua ausência em algumas atividades com os idosos devido à extensa agenda, pediu desculpas pelo espaço físico do escritório que não coube todos, mas que estará fazendo o que estiver no seu alcance para contribuir com a classe.

Pelo menos 150 idosos são associados na Apibb.

Omégeni Ramos

CINEMA: Filme rondoniense mostra o maior festival de bois-bumbás do Brasil através do olhar de um turista

 

Curta-metragem Balanceia foi gravado em Porto Velho e Parintins durante a última edição no festival, em junho de 2017.

Uma produção independente que promete emocionar aqueles que assistirem. Balanceia é um curta-metragem escrito pelo ator e comunicador Juraci Júnior, gravado em Parintins e na capital rondoniense. O filme mostra o momento que um viajante faz o caminho de volta para casa, de barco, depois de passar dias em Parintins.

“Decidi ir a Parintins poucas semanas antes do festival e convenci minha grande amiga e jornalista Emilli Sousa a encarar essa comigo. Ficamos impressionados com tudo que vimos ali. As pessoas vivem o boi, realmente se entregam à festa, nos recebem muito bem e, em especial, o que vi dos ribeirinhos no meio do Rio Amazonas me comoveu”, conta Juraci.

Ele relata que, ainda durante a viagem de volta, no barco, escreveu os dois textos que, em seguida, adaptou para o cinema. “O filme é uma homenagem ao povo do Amazonas”, conta Juraci, que atua, assina o roteiro do filme e, também, a direção, em parceria com Thiago Oliveira, um nome de peso na publicidade local.

“Eu sempre quis trabalhar com cinema. A maneira mais próxima que encontrei de me dedicar a essa área foi fazendo filmes de casamento. Ali eu consigo falar sobre emoção e sobre o que eu acredito”, explica Thiago, que diz não ter pensado duas vezes ao receber o convite para dirigir o curta.

“Topei na hora porque eu percebi que ele [Juraci] queria dar ao público a sensação de estar lá em Parintins, estar no meio do Rio Amazonas, numa viagem de barco. É um filme muito sincero, cheio de verdade, e eu acredito nesse tipo de cinema. Mesmo sendo meu primeiro curta, fiquei confortável, porque, além de acreditar no trabalho, a equipe envolvida é muito especial pra mim”, finaliza.

A supervisão do curta-metragem é de Tarcísio Lara Puiati, roteirista de novelas da Rede Globo, que se mostra encantado pelas histórias vividas na Amazônia.

“O convite para a supervisão me encheu de orgulho, porque conheci Juraci em Porto Velho, quando ele atuou no meu filme ‘Quimera’, em 2013. De lá pra cá temos feito outras coisas, como o filme ‘Cordão de Ouro’, que está em fase de montagem. Fico muito feliz, especialmente por ver que tem muita poesia envolvida no curta e muita vontade de realizar o trabalho”, diz Tarcísio.

Além disso, segundo o roteirista, é fundamental a diversidade no cinema nacional. “Eu acho que as manifestações culturais do Norte do Brasil são pouco vistas. É um Brasil que a maioria dos brasileiros não conhece. Quanto mais a gente puder mostrar a figura do nortista no cinema nacional, melhor”, declara Tarcísio, que aceitou o convite, mesmo com a agenda atribulada por conta do intenso trabalho para a próxima trama global, “Tempo de Amar”.

O curta rondoniense contou ainda com a assistência de direção da publicitária Fernanda Paiva, produção de Fábio Almeida, direção de fotografia de Rafael Oliveira e assessoria de imprensa de Folk Produções.

O filme foi inscrito no Festival de Cinema Ambiental Cineamazonia. Caso seja aprovado, será exibido em outubro, em Porto Velho. Além dessa seletiva, em breve Balanceia estará disponível para que o público confira o trabalho.

“Estamos muito felizes com o resultado e com os rumos que nosso curta pode tomar. Não posso deixar de agradecer a MAP Linhas Aéreas, em especial ao Inimar Abreu, que nos proporcionou livre acesso ao Festival, e a família da Dona Rosângela e Seu Celso que nos recebeu em sua casa em Parintins, e contribuiu para inspiração desse trabalho”, finaliza Juraci.

Fonte: Folk Produções

Foto: Rafael Oliveira

Prazo para adesão ao Refis será estendido até o fim de setembro

O Governo Federal estendeu, na última quarta-feira, 30, o prazo de adesão ao programa de parcelamento de devedores da União, o Refis, até o próximo dia 29 de setembro. A decisão foi prorrogada por força da MP 798/17

A intenção é ampliar também os benefícios para refinanciamento de débitos – de descontos de até 50% na multa e 90% nos juros. Para adesão, empresários devem formalizar pedido por meio de requerimento, a ser protocolado no site da Receita Federal, pelo endereço eletrônico receita.fazenda.gov.br.

Além disso, quem aderir ao programa terá a oportunidade de obter descontos e, caso o pagamento seja à vista, será possível abater 90% dos juros e 50% das multas.

Dívidas com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) terão desconto de 25% nos encargos e honorários advocatícios, e o parcelamento máximo será de 180 meses. A adesão ao programa, no entanto, só passa a valer a partir do pagamento da primeira parcela ou do valor à vista, sendo que a parcela mínima é de R$ 200 quando o devedor for pessoa física e de R$ 1 mil, para pessoa jurídica.

Gasolina fica 4,2% mais cara a partir desta hoje sexta-feira, dia 1 de setembro

Petrobras justificou aumento por "convergência com paridade do mercado internacional"

A partir desta hoje  sexta-feira, 1º de setembro, o litro do combustível ficará 4,2% mais caro nas refinarias. O mais novo reajuste da gasolina foi anunciado pela Petrobras na quinta-feira, 31 de agosto.

Desde que a Petrobras mudou sua política de preços, a gasolina foi reajustada em 10,1%. Somente no mês de agosto, o litro da gasolina sofreu alta de 7,31%.

O reajuste afetará também o preço do diesel, que também ficará mais caro: 0,8%. O aumento desencadeará o efeito cascata nos demais serviços como, por exemplo, no preço do frete e, por conseguinte, no preço final das mercadorias e gêneros de primeira necessidade.

Contrate um estagiário com a ACIJ

Business People

 

A associação comercial de Jaru – ACIJ, mantém no seu banco de currículos, propostas de empregos disponíveis para a contratação de estagiários.

Os candidatos, com idade a partir de 16 anos são recrutados pelo programa de complementação educacional – PROE. O programa é exclusivo para associados da Associação Comercial e Industrial de Jaru – ACIJ.

Para fazer parte da seleção, os candidatos as vagas de estágio precisam estar cursando o ensino médio ou superior.

O Proe oferece oportunidade e prepara os jovens para o mercado de trabalho. Além disso, contratando um estagiário pela ACIJ, as empresas podem economizar na folha de pagamento, já que com o programa elas ficam isentas de despesas com encargos do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS e nem com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS.

A carga horária é de 30 horas semanais ou 6 horas por dia. A bolsa auxílio do contratado é definida pelo empregador. O contrato pode ser de até dois anos.

Mais informações sobre o programa podem ser obtidas na sede da ACIJ de segunda a sexta-feira das 08h00min ás 18h00min.

Giselle Virgílio

DEPUTADO LÉO MORAES VISITA MACHADINHO DO OESTE, NOVA MAMORÉ E GUAJARÁ MIRIM

Estar mais perto dos rondonienses: essa foi a proposta do Deputado Léo Moraes ao viajar para o interior do estado. Só no último final de semana, o parlamentar visitou os municípios de Machadinho do Oeste, Nova Mamoré e Guajará Mirim.

“Procuro sempre viajar pelo nosso estado, visitando cidades e ouvindo cada cidadão. Temos belos municípios e em todos os lugares que passo, vejo que realmente somos um povo destemido, que acorda cedo, trabalha e luta pelos seus ideais. ” Contou o deputado.

 

Na cidade de Machadinho do Oeste, Léo acompanhou o mutirão de saúde para a população com testes de glicemia, pressão arterial e encaminhamento de exames, além de participar da solenidade de entrega de emendas parlamentares do Deputado Estadual Ezequiel Júnior.

Guajará Mirim, localizada cerca de 320 quilômetros da capital, foi o segundo município que recebeu Léo Moraes. Durante a visita, o parlamentar ouviu os pedidos e reivindicações da população e autoridades locais.

Em Nova Mamoré, Léo se reuniu com o Prefeito, Professor Claudionor, Vereador Jerry Barbosa e demais lideranças da cidade para anunciar melhorias à população. “Ano passado destinamos uma emenda parlamentar para aquisição de uma Van para atender a Coordenadoria Municipal de Esportes e pacientes que realizam hemodiálise em Porto Velho. Agora vamos trazer outros benefícios ao município na saúde, educação e segurança.” Explicou deputado.

Ainda este ano, outros municípios de Rondônia receberão a visita de Léo Moraes, entre eles, Alto Paraíso, Cacoal, Rolim de Moura e Ji-Paraná. “Este é o nosso dever, representar as reivindicações do povo e, sobretudo fazê-las acontecer. Isso é nosso maior legado. Sou deputado do estado e não de uma cidade só. Vou continuar trabalhando em favor dos rondonienses, para melhoria das cidades e bem comum de todos.” Concluiu Léo.

Fonte: 010 – assessoria

Lotes de Paracetamol e outros medicamentos são suspensos pela Agência de Vigilância

Lotes de três medicamentos foram suspensos pela Anvisa nesta quarta-feira (30/8) após a identificação de problema de qualidade e no processo de fabricação. A medida vale somente para os produtos e laboratórios citados na resolução da Agência.

A ação é preventiva e tem como objetivo evitar prejuízos ao consumidor.

Confira os medicamentos com suspensão publicada hoje

  • Paracetamol solução oral, 200mg/mL – lote 0130/16 (validade 03/2018) – Fabricante Hipolabor Farmacêutica Ltda
  • Amoxil BD (amoxicilina tri-idratada) 200 MG/5 ML Pó e 400 MG/5 ML Pó – Fabricante Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S/A – Vendido pela Glaxosmithkline Brasil Ltda
  • Sulfametoxazol + Trimetoprima 800 + 160 mg – Fabricante Prati Donadduzzi & Cia Ltda

Entenda as suspensões

Paracetamol – Hipolabor Farmacêutica

Somente o lote 0130/16 do laboratório Hipolabor Farmacêutica Ltda está suspenso.

Todos os demais lotes dessa empresa e de outros fabricantes estão liberados e podem continuar a ser utilizados.

Por que?

O medicamento foi suspenso depois que o Laboratório Central de Saúde do Governo de Santa Catarina identificou um material sólido na solução que deveria ser totalmente líquida.

O caso foi classificado como de baixo risco e a ação é preventiva.

Se você tem este medicamento em casa não utilize.

Para saber como ser ressarcido, entre em contato com o SAC do fabricante e, se necessário, procure o Procon.

Amoxil BD (amoxicilina tri-idratada) – Glaxosmithkline Brasil

A suspensão vale para todos os lotes do medicamento que está em nome da Glaxosmithkline Brasil nas embalagens de 200mg/5mL Pó suspensão oral X 100ML e 400mg/5  ML Pó Suspensão Oral x 100ml.

Por que?

O fabricante mudou a forma de fabricação do princípio ativo do medicamento. Quando isso acontece, é necessário que a Anvisa faça uma autorização prévia para garantir que a mudança não altere o funcionamento do medicamento no organismo e o tratamento dos pacientes.

Sulfametoxazol + Trimetoprima 800 + 160 mg – Fabricante Prati Donadduzzi & Cia Ltda

A suspensão vale para o lote 15L20A do medicamento fabricado pela Prati Donaduzzi & Cia Ltda.

Por que?

Uma análise do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, identificou problemas no ensaio de aspecto do produto.

O ensaio de aspecto faz uma análise visual do produto para identificar que a forma, cor, textura e aspecto geral do produto estão de acordo com o padrão do medicamento em questão.

Confira a íntegra das resoluções publicadas no Diário Oficial da União.

Em decisão liminar, CNJ afasta alegação de ilegalidade em provimento que agiliza os Juizados Especiais

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em decisão liminar, não verificou qualquer ilegalidade no Provimento Conjunto 001/2017 para suspender artigos do ato editado pela presidência do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) e Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) com intuito de racionalizar atos dos Juizados Especiais.

A decisão liminar foi proferida no Procedimento de Controle Administrativo (PCA) 0004820-96.2017.2.00.0000, que pretendia o reconhecimento da ilegalidade e a perda da eficácia dos artigos 3º, X, XI e XIII e 4º, IV e V. Segundo a petição, o TJRO inovou na ordem jurídica e desrespeitou a legislação.

Para o CNJ, o ato está fundado na necessidade de racionalização do rito processual e redução de atos cartorários, além de ser sustentado pelos princípios informadores da Lei 9099/1995, que são celeridade; informalidade; economia processual e oralidade.

O Provimento 001/2017-PR-CGJ define medidas de aprimoramento relacionadas ao sistema dos Juizados Especiais Cíveis, no âmbito do Poder Judiciário de Rondônia. A edição teve o intuito de dar efetividade ao sistema dos Juizados Especiais de forma a permitir que o procedimento seja iniciado e sentenciado dentro de um prazo de até 120 dias.

 

Decisão

Em decisão, o conselheiro do CNJ, Bruno Ronchetti de Castro, afastou os argumentos de que o regulamento é contrário à legislação especial e viola as prerrogativas dos advogados.

Ele entendeu que a apresentação da contestação na audiência de conciliação não fere os princípios constitucionais, pois a Lei 9099/1995 não contém regra explícita sobre o exato momento para a apresentação de resposta pelo réu.

Para o conselheiro, o provimento também não dificulta eventual acordo em audiência e relembrou que a prática é amplamente adotada nos procedimentos de competência da Justiça do Trabalho.

“A concentração de atos processuais disciplinada no ato normativo impugnado aparenta adequar-se à principiologia orientadora do sistema dos Juizados Especiais, não se vislumbrando ilegalidade nos dispositivos que estabelecem o momento para oferecimento de eventual réplica (art. 4º, inc. IV), as regras para a solicitação de assistência judiciária gratuita (art. 3º, XIII) e a possibilidade de designação de audiência de instrução e julgamento pelo conciliador (art. 4º, inciso V), concluiu.

 

Provimento Conjunto

O Provimento Conjunto n. 01/2017 foi publicado no Diário Oficial da Justiça em junho deste ano, editado pela Presidência e CGJ. Diz respeito aos procedimentos adotados no Centro Judiciário de Solução de Conflito e de Cidadania (Cejusc) e na Central de Processamento Eletrônico (CPE), em processos de competência dos Juizados Especiais Cíveis.

A normatização pretende racionalizar o rito processual e reduzir a taxa de congestionamento, garantindo mais velocidade nos trâmites processuais. A mudança se baseou em relatório estatístico produzido pela Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) que, em fevereiro de 2017, apontou acentuado acervo de processos ativos nos Juizados que precisavam de intervenção para encerrar os conflitos processuais no menor tempo possível.

 

Assessoria de Comunicação Institucional

Estudantes pedem apoio dos deputados estaduais junto ao TCE para retorno de bolsas em faculdades

 

Programa da prefeitura da capital beneficiava cerca de 400 alunos e foi suspenso, após sete anos de vigência

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) e os deputados, Léo Moraes (PTB) e Adelino Follador (DEM), se reuniram na tarde desta quarta-feira (30), com estudantes das escolas estaduais de Porto Velho, João Bento da Costa, Eduardo Lima e Silva e Oswaldo Piana, no plenário do Legislativo.

Cerca de 100 alunos solicitaram o apoio dos parlamentares, para que intercedam junto ao Tribunal de Contas do Estado, para que o programa da Prefeitura de Porto Velho, que concedia bolsa de estudos em faculdades, para estudantes de baixa renda, possa ser retomado.

Em março deste ano, o conselheiro do TCE, Francisco Carvalho, obrigou a prefeitura a suspender o programa Universidade Para Todos, que existia desde 2010, em convênios com quatro faculdades particulares, que concediam bolsas de estudo em troca da redução do percentual do ISSQN de 5% para 2%.

“Vamos acionar o TCE e mostrar que a decisão afetou os estudantes, com muitos deixando der ser beneficiados com um curso superior. Que sejam feitos os ajustes necessários, caso sejam possíveis, para que o programa volte a funcionar, atendendo a quem precisa de uma chance de cursar a faculdade”, explicou Maurão.

Cerca de 400 estudantes teriam sido atingidos com a medida. Um número ainda maior teria deixado de acessar um curso superior, após a suspensão do programa.

Sicoob Credip apoio projeto de incentivo à leitura

 

Um bom livro com uma boa história é suficiente para abrir a mente de uma criança e mostrá-la um novo mundo. Esse é o lema do Caminho dos Livros pela Floresta Amazônica, um projeto social que leva livros, teatro e leitura para crianças do sul do Amazonas, desenvolvido por voluntários do município de Apuí e apoiado pela Sicoob Credip.

Os números da educação básica e acesso à leitura no Brasil não são bons, apenas 56% da população brasileira acima de 5 anos são considerados leitores, e quase 2,5 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos estão fora da escola. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgados pelo IBGE em março deste ano, em geral as crianças que não têm acesso à educação são as mais pobres ou que moram em lugares mais distantes.

Cristiane Maciel, moradora da cidade de Apuí/AM, achou que podia fazer algo pelas crianças da sua região, e está fazendo, criou o projeto Caminho dos Livros pela Floresta Amazônica. O projeto de Cristiane se propõe a entregar minibibliotecas para 10 escolas rurais e ribeirinhas do sul do estado e conta com 25 voluntários. Além dos livros o projeto também entrega uma estante personalizada e faz apresentações de teatro para as crianças. Até o momento 4 escolas já receberam as minibibliotecas e quase 200 crianças foram beneficiadas, até o final do projeto mais de 500 crianças terão acesso à leitura. “Todos os livros doados pelo nosso projeto são arrecadados através de doação. Já recebemos livros de diversos estados brasileiros, como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia e Roraima”, conta a idealizadora do projeto.

A cooperativa Sicoob Credip está presente em Apuí, acredita no projeto e apoia financeiramente essa iniciativa; no último dia 3, durante o evento de Pré-assembleia no município, a cooperativa doou R$ 11.100,00 para o projeto social, pois o interesse pela comunidade e a responsabilidade social está no DNA do cooperativismo.