Connect with us

#Porto Velho

Auditoria na folha de pagamentos vai apontar lançamentos indevidos

Published

on

FGV foi a instituição escolhida para verificar inconsistências das informações que inflam despesas com pessoal

As informações inseridas na folha de pagamento dos cerca de 13 mil servidores municipais são consistentes? Certo é que há dúvidas e suspeitas. Para desvendar esse questionamento, o prefeito dr Hildon Chaves decidiu contratar a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para fazer uma “análise de conformidade” na folha, o que no fundo se trata da auditoria que o prefeito prometia que faria assim que assumisse o mandato, em janeiro.

Na tarde de quinta-feira (19) o prefeito Hildon Chaves, acompanhado dos secretários Luiz Guilherme Erse (planejamento), Alexei Oliveira (administração) e Luiz Fernando Martins (fazenda) se reuniram com um grupo de técnicos da FGV para tratarem das dúvidas que envolvem não só a folha, como também dívida ativa e outras aspectos relacionados à economia, gestão financeira e gestão de recursos humanos.

Desde a campanha eleitoral que o prefeito reclama do alto valor da folha de pagamento. Dr Hildon desconfia que pode haver um inchaço artificial. Já o secretário da Administração, Alexei Oliveira, é mais pragmático. Segundo ele, o trabalho da FGV pode ajudar a reduzir os gastos com a folha em percentuais entre 5 a 10%, ou uma economia de algo em torno de R$ 3 a 6 milhões mensais.

O prefeito dr Hildon foi buscar na FGV, instituição setentenária com a maior expertise na área de modernização da gestão, soluções inteligentes para ajustar o foco e acabar com as distorções. De acordo com Alexei Oliveira, o trabalho inclui submeter as informações contidas na folha a um detalhado filtro para verificar o pagamento de gratificações, horas extras, abonos, periculosidade, insalubridade, etc.

Mais adiante, depois do diagnóstico prévio, se houver necessidade a prefeitura realizará um recadastramento geral de todos seus servidores para se saber exatamente quantos são, quem são e aonde estão. “Precisamos de urgência nessa análise. Estamos perdendo dinheiro todos os dias”, advertiu o prefeito.

Liderada pelo consultor José Eduardo de Vasconcellos Quintella a equipe da FGV estava composta ainda por Vanderlei Lopes Correa, Ronaldo Patrício, Fernando Quintela e Fernanda Badolate.

Texto e fotos Comdecom

Comentários

comentários

#Porto Velho

Porto Velho: Pacientes de cidades vizinhas contribuem para sobrecarregar sistema de saúde

Published

on

Com taxa de ocupação de 100% dos leitos hospitalares, Porto Velho está com o sistema de saúde em situação crítica, provocada pela pandemia do novo coronavírus. Segundo o prefeito Hildon Chaves, a solução é a vacinação em massa da população, mas o atraso no cronograma nacional de imunização é um fator negativo, embora o país tenha competência reconhecida internacionalmente em campanhas deste tipo.

“O ritmo muito lento da vacinação tira a esperança de solução rápida. Brasil está atrás de mais de 40 nações no cronograma de imunização”, lamentou.
Diversos fatores têm contribuído para que o quadro se agrave ainda mais, segundo o prefeito Hildon Chaves. Um deles, é o fato de devido a curta distância, municípios vizinhos, inclusive de outros estados, procurarem atendimento nas redes municipal e estadual de saúde em Porto Velho. “Atendemos pacientes de Humaitá e Canutama, por exemplo. Mas já recebemos doentes que vieram do Acre e até Manaus buscar ajuda”, disse ele em entrevista ao canal de TV Bandnews.

PROTOCOLOS

Prefeito destacou a resistência de parte da população em cumprir os protocolos
Outra questão que amplia o potencial da pandemia é a resistência de parte da população em cumprir os protocolos de distanciamento. “Parte destas pessoas, provavelmente, está cansada do isolamento, mas uma parte está reticente ao cumprimento das orientações”, acrescentou o prefeito.

Prefeito destacou a resistência de parte da população em cumprir os protocolos

Hildon Chaves explica que pacientes internados apresentam evolução para quadro grave com mais rapidez. Até o ano passado, disse ele, estas ocorrências se davam entre sete a oito dias, agora entre dois a três dias.

Para fazer frente ao quadro tão dramático na área de saúde, o prefeito espera resultados positivos decorrentes das ações restritivas decretadas pelo governo estadual, que vão afetar o trânsito de pessoas e alguns setores da economia. “É medida que impacta, mas é necessária para diminuir o ritmo da contaminação”, admitiu.

Porto Velho registrou até agora mais 56 mil casos de pacientes com Covid-19, destes, 48 mil foram curados. Também foram registrados 1.375 óbitos. Neste momento, há 9 mil casos ativos da doença.

Os atendimentos na rede municipal são pré-hospitalares, que vão de casos leves a moderados. No entanto, as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) estão atendendo muitos casos graves que aguardam vagas em leitos de UTI. O número de leitos para pacientes com a Covid-19 evoluiu de 50 para 80 desde o início da pandemia.

COMPRA DE VACINA

O Município já firmou compromisso de adesão ao consórcio para a compra de vacinas


O município já firmou compromisso de adesão ao consórcio municipal para a compra de vacinas. A iniciativa, liderada pela Frente Municipal dos Prefeitos, pretende obter preços justos no mercado e aquisição mais rápida. Segundo Hildon Chaves, devem ser investidos cerca de R$ 10 milhões, recursos da União e contrapartida do município.

Texto: Nonato Cruz
Fotos: George Fonseca/ Leandro Morais/ Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Comentários

comentários

Continue Reading

#Porto Velho

Prefeito apresenta projeto da EFMM e bairro Lagoa à Comissão de Obras da Câmara Municipal

Published

on

Comissão parabenizou pelos projetos que trarão benefícios à população da capital

Os projetos de revitalização da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) e de drenagem no bairro Lagoa foram apresentados na tarde de quarta-feira (3), pelo Prefeito Hildon Chaves à Comissão de Obras da Câmara Municipal. Importantes para a capital, as ações foram mostradas durante visita com detalhamento.

Orgulhoso do projeto, o prefeito fez questão de apresentar cada detalhe da revitalização do Complexo Turístico Madeira Mamoré à comissão, que é composta pelos vereadores Edmilson Dourado, Everaldo Fogaça e Pastor Vanderley.

Sobre o complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, mostrou que a estrutura foi totalmente revitalizada e algumas construções foram acrescentadas ao complexo.

A revitalização foi realizada nos galpões 1, 2 e 3, sendo um galpão oficina, onde serão instaladas 12 lojas, nos moldes de uma pequena galeria comercial. Os galpões 1 e 2 serão destinados para as peças de museu da EFMM, onde também haverá um mezanino.

O galpão 3 será reservado para instalar quatro restaurantes, com mezanino com vista para o Rio Madeira.

Também foi construída uma pista de caminhada, calçada, pavimentação de toda área verde, um teatro de arena, estacionamento para mais de 200 carros, quiosques que vão comportar seis lanchonetes e exposição das locomotivas que estão na EFMM.

“É um prazer receber a comissão de obras neste espaço, que é o principal patrimônio turístico do estado. Aqui é o ponto zero, onde tudo começou. Aqui há um investimento de quase R$ 30 milhões, recursos do Ministério do Turismo, Prefeitura e também compensação social da Usina Hidrelétrica Santo Antônio”, disse o prefeito aos vereadores.

Hildon Chaves destacou ainda que quando assumiu a Prefeitura, em 2017, a revitalização não estava iniciada. “Conseguimos realizar tudo com muito trabalho. Acredito que nesse semestre vamos entregar o complexo totalmente revitalizado”, disse o prefeito.

Localizado às margens do Rio Madeira, numa área de 114.000 m², o Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, além da importância histórica, será de grande relevância para o fomento do turismo e da economia local.

DRENAGEM

Já no bairro Lagoa, zona Leste da cidade, foi apresentada a evolução da galeria subterrânea de esgoto que está sendo construída na rua Dourado.

A obra de drenagem profunda compreende o trecho entre a Avenida Chiquilito Erse (antiga Avenida Rio Madeira) até as proximidades da rua Piratininga, uma galeria que, completa, terá aproximadamente 1,5 quilômetros. “É por esta galeria que será escoada toda a água que passa pelo bairro, um problema antigo que será solucionado”, detalhou Hildon.

A galeria faz parte do pacote de obras destinadas ao bairro Lagoa, que também receberá 10 quilômetros de ruas asfaltadas. A obra utiliza recursos do governo federal com contrapartida do município. A fiscalização é responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras (Semob).

Ao término das visitas, a comissão parabenizou o prefeito pelos dois projetos que trarão benefícios à população da capital. “São empreendimentos sonhados pela nossa população, tanto a revitalização da Estrada de Ferro, um espaço público onde as pessoas poderão prestigiar o turismo da nossa cidade e essa obra grandiosa de drenagem do Lagoa, que já era aguardada há muito tempo pela comunidade”, disse o presidente da comissão, Edmilson Dourado.

Texto: Renata Beccária
Fotos: Wesley Pontes e Leandro Morais

Comentários

comentários

Continue Reading

#Porto Velho

Porto Velho: Prefeito visita obras no bairro Flamboyant, Lagoa e Ginásio Vinícius Dannin

Published

on

Grandes obras estão sendo realizadas pela prefeitura de Porto Velho, em diversas regiões do município. O prefeito Hildon Chaves, tem acompanhado pessoalmente os trabalhos em andamento no bairro Flamboyant, onde estão sendo asfaltados 10 quilômetros de ruas, no bairro Lagoa, que recebe principalmente obras de drenagem profunda e no Ginásio Vinicius Dannin, na avenida Amazonas, que está sendo reconstruído.

O Prefeito conversou com moradores e recebeu reconhecimento pelo trabalho. No bairro Flamboyant, as ruas estão sendo beneficiadas com estrutura completa, incluindo drenagem, pavimentação, calçada, meio-fio e sarjeta. A obra está praticamente pronta, restando apenas 5% do projeto.

“Falta apenas a rua Itatiaia, uma via importantíssima. Dentro de pouco tempo estaremos com essa obra totalmente entregue. Onde há um ano era apenas buraco e poeira, hoje temos ruas de qualidade. Esse trabalho demonstra que Porto Velho tem jeito”, comemorou o prefeito.

Moradora da rua Itamaraty há quase 35 anos, a costureira Maria Nazaré Pereira da Costa, não escondeu a alegria. “Quando eu vi as máquinas da prefeitura chegando fiquei feliz demais. O prefeito fez a parte dele. Com o asfalto melhorou muito. Eu já tinha feito a minha calçada e a prefeitura completou, agora ficou concluído”, disse.

Maria Nazaré da rua Itamaraty, comemorou a chegada do asfalto. Para a dona de casa Ivaneide Costa, a pavimentação serviu de incentivo para uma reforma na casa da família. “A lama acabou e a poeira também. Além de valorizar mais o imóvel, melhorou bastante”, celebrou a moradora.

Maria Nazaré, da rua Itamaraty, comemorou a chegada do asfalto
Maria Nazaré, da rua Itamaraty, comemorou a chegada do asfalto

GINÁSIO VINÍCIUS DANNIN

No Ginásio Vinícius Dannin, que faz parte do complexo do Colégio Padrão, o investimento é superior a R$ 1 milhão, recurso financeiro enviado pelo Ministério da Cidadania, por meio de emenda parlamentar da deputada federal Mariana Carvalho e contrapartida do município. As instalações estão sendo refeitas, uma vez que foram duramente afetadas durante um incêndio. A expectativa é que tudo fique pronto até agosto deste ano.

Segundo o prefeito Hildon Chaves, após a conclusão das obras, o ginásio será um espaço completo e moderno, que servirá para a diversidade de práticas esportivas, como o programa Talentos do Futuro. “A parte mais complicada, que é o telhado, que já está sendo finalizada. As arquibancadas serão refeitas e haverá assentos individuais”, explicou.

OBRAS NO BAIRRO LAGOA

Hildon Chaves também visitou o bairro Lagoa, onde estão sendo investidos cerca de R$ 20 milhões em obras que incluem 10 quilômetros de asfalto com serviços de drenagem, meio-fio e sarjeta. Os recursos são do governo federal provenientes de emenda de bancada de 2017 e contrapartida da Prefeitura de Porto Velho.

Os serviços iniciaram há cinco meses e após concluídos vão solucionar os problemas de alagamentos nas ruas do bairro.

Texto: Renata Beccária
Fotos: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Comentários

comentários

Continue Reading
Advertisement

CADASTRE-SE

Newsletter

* indicates required

Trending