Chefe de gabinete diz que parcerias são fundamentais para se construírem melhorias para o setor

 

A prefeitura de Porto Velho trabalha para que o município tenha, nos próximos quatro anos, uma política educacional de referência, como preconiza o prefeito dr Hildon Chaves desde sua eleição. A meta foi reforçada na manhã desta terça-feira (31) pelo chefe de gabinete do palácio Tancredo Neves, Breno Mendes, durante sessão plenária do CME (Conselho Municipal de Educação), com sede no prédio da antiga Câmara Municipal, à ladeira Comendador Centeno, no centro da cidade.

 

Isso inclui, segundo Breno, medidas para a redução da evasão escolar, da defasagem curricular, capacitação e valorização do professor e de todos os trabalhadores da educação.

 

De acordo com o secretário, “desde o início da gestão, que completa hoje os primeiros trinta dias, é no sentido de tornar Porto Velho referência em educação. Para isso o dr Hildon tem orientado seu governo na construção de parcerias para essas melhorias”.

 

O Conselho Municipal de Educação auxilia, institucionalmente, a Semed (Educação) no que se refere à legislação e à regularização das escolas, respaldando as decisões da secretaria.

 

Representaram o município o secretário de Educação Zenildo de Souza Santos e seu adjunto, Marco Aurélio Marques. Os trabalhos foram abertos pelo presidente do conselho, Mário Jorge Souza de Oliveira – e compuseram a mesa, também, o vice-governador Daniel Pereira, o vereador Edwilson Negreiros e o prefeito de Novo Horizonte, Cleiton Cheregattu.

 

O secretário Zenildo insistiu que a política de governo de dr Hildon através da melhoria da qualidade da educação, é fazer com que ações práticas cheguem às salas de aula, melhorando o desempenho do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), além de aumentar investimentos que garantam as metas de ensino-aprendizagem, complementadas por bibliotecas e escolas de músicas mantidas pelo município.

 

Daniel Pereira, que é também presidente do Sindsef (Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Rondônia), destacou o fato de o prefeito dr Hildon e o governador Confucio Moura estarem empenhados em trabalhar juntos por melhorias na educação. “Do jeito que está não é concebível: as crianças não podem terminar o segundo ano sem saber ler. Precisamos melhora índices tanto no município como no Estado”, disse, lembrando que a falta de investimento em educação “contribui para o aumento da criminalidade”.

 

Texto e fotos Comdecom

Comentários

comentários