Cerca de 900 famílias temem perder a moradia e querem apoio para solucionar impasse

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), se reuniu na manhã desta segunda-feira (3) com uma comitiva de moradores do bairro Aparecida, localizado nas imediações da avenida Mamoré, na Zona Leste de Porto Velho, que mais uma vez pediram apoio para que seja resolvido o impasse em torno da ocupação da área.

Segundo o relato dos moradores, há uma ação judicial em curso e o temor das cerca de 1.500 famílias, que residem na área há pelo menos seis anos, é que sejam despejadas. Dessas, cerca de 900 estão na situação mais delicada.

Sensível ao pleito, o deputado Maurão se comprometeu em mobilizar os demais parlamentares para apoiarem a causa dos moradores do bairro Aparecida. “Não é uma saída fácil, mas temos que construir um diálogo, com a intermediação judicial, para que as famílias possam permanecer no local. É bom frisar que os moradores querem pagar pelo terreno”, completou Maurão.

A presidente da Associação dos Moradores do Bairro Aparecida, Maria Aparecida Souza, fez um breve relato da situação, explicando que as famílias convivem diariamente com o medo de serem retiradas de suas casas. “É uma situação que precisa ser resolvida, pois envolve o sonho da casa própria de muitas pessoas de bem, trabalhadoras, que estão temendo perder o que construíram ao longo desses anos”, ressaltou.

O advogado dos moradores, Renan Maldonado, explicou que a proprietária da área não quer fazer negócio com os moradores, mas abre espaços para que haja uma negociação com um ente público.

“Se houver uma forma de o Governo ou a Assembleia assegurar os recursos para a compra definitiva da área, diretamente com a proprietária, essa seria uma saída importante. É nisso que estamos trabalhando e por isso estamos aqui, pedindo o apoio do presidente da Casa”, disse Maldonado.

A possibilidade de destinação de uma emenda coletiva, para ajudar na desapropriação da área, foi ventilada pelos moradores, nos moldes do já ocorrido no vizinho bairro Universitário, que teve a intervenção direta dos deputados Maurão de Carvalho, Jesuíno Boabaid (PMN) e Hermínio Coelho (PDT).

Comentários

comentários