Ausência de escritura em nome do município impede projeto de revitalização

Na tarde de terça-feira (4), o prefeito, dr Hildon Chaves, recebeu no Palácio Tancredo Neves, sede do executivo municipal, a visita do vereador Marcio Miranda e de um grupo de representantes da Eletrobrás Eletronorte para tratar da regularização de uma permuta realizada na década de 80, entre a prefeitura e a empresa, quando as partes fizeram a troca de terrenos, envolvendo o popular campo da AFA, a Associação Futebolística de Futebol.

O terreno está localizado na Princesa Isabel, entre Marechal Deodoro e Tenreiro Aranha, no bairro Areal. O lote é utilizado como área de lazer dos moradores do bairro e do entorno, mas não tem escritura em nome da Prefeitura ou da Associação. O mesmo foi doado pela empresa no passado, mas até hoje não teve o processo burocrático de permuta concluído.

A regularização do terreno de 15 mil metros quadrados foi proposta também pelo vereador, que apresentou um projeto de revitalização do campo, elaborado pela Secretaria Municipal de Projetos e Obras Especiais (Sempre) na administração passada.

O projeto que inclui duas quadras de vôlei, vestiário, arquibancada, pista de caminhada, concha acústica, creche, entre outras benfeitorias, não pode ser executado devido a situação irregular do campo, que legalmente, não pertence ao município.

“São de oito a dez comunidades que podem ser beneficiadas. Eu me comprometo em ir atrás dos deputados federais da bancada em busca de recursos. O projeto é maravilhoso e só não aconteceu pela ausência da regularização”, disse Marcio.

O prefeito recebeu a demanda de forma positiva. Agradeceu o interesse da Eletrobrás Eletronorte em regularizar a situação que pode beneficiar a população com um complexo de lazer totalmente revitalizado e garantiu que não medirá esforços para dar celeridade ao processo e a transformação do local.

PARCERIAS

“Toda ajuda é bem vinda. Eu tenho percebido a boa vontade de todos. São emendas da bancada, dos deputados estaduais, enfim, já se transformou na corrente da boa vontade. Da maneira que vocês puderem ajudar, de repente, até na parte de iluminação, ficaremos gratos”, disse dr Hildon, sugerindo ao gerente regional Walter Fernandes Santos, para que a empresa seja parceira também na execução do projeto.psdb

Com o avanço das conversas, o prefeito, o vereador e a comissão de representantes da empresa foram até o local verificar a importância que a área representa para a comunidade. Durante a visita, o prefeito fez questão de anunciar aos frequentadores do campo as providências que estão sendo tomadas na garantia do lazer e bem estar dos moradores do bairro e região.

“Nós vamos trabalhar para executar na maior agilidade possível. Esse aqui é só o primeiro passo”, disse dr Hildon. A Eletrobrás Eletronorte, por sua vez, ficou de avaliar as possibilidades de apoio ao desenvolvimento da obra. “Essa parte burocrática está praticamente solucionada. Depois é analisar o que pode ser construído em parceria a partir de uma solicitação. Isso será avaliado pela área de responsabilidade social local e também pela alta gestão da empresa”, conclui Orlando Francisco de Souza, coordenador da área de responsabilidade social da Eletronorte Rondônia.

Fonte Comdecom

Comentários

comentários