O presidente da Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), Marcelo Thomé, reuniu-se, no final da manhã desta quinta-feira com a diretoria da Santo Antônio Energia, a quem questionou os motivos dos apagões elétricos que têm acontecido em Rondônia e Acre: dois em menos de um mês. Marcelo Thomé lembrou ao diretor-presidente da Santo Antônio Energia, Roberto Junqueira Filho, os prejuízos provocados à indústria pelos cortes de energia, cujo insumo básico é exatamente a eletricidade.

Acompanhado pelos diretores Antônio de Pádua e Paulo Damião e pelo consultor explicou para o presidente da Fiero que, por se tratar de um sistema de transmissão ainda em fase de implantação, é possível que ocorra essas quedas bruscas ocasionando a interrupção no fornecimento de energia. O executivo falou ainda com o presidente da Fiero sobre as providências para colocar em operação as seis turbinas que serão dedicadas a geração de energia para atender Rondônia e Acre.

Essas seis turbinas completam o potencial da hidrelétrica que já opera com 44 turbinas, 3,8 megawatts. A entrada em operação das seis novas turbinas dedicadas a geração de energia para Rondônia e Acre seria a solução para acabar com os apagões nos dois estados.

Marcelo Thomé e a diretoria da Santa Antônio Energia conversaram ainda sobre a conjuntura nacional, economia, mercado de energia elétrica e sobre construção de novas usinas em Rondônia.

Roberto Junqueira expôs ao presidente da Fiero a tramitação junto aos órgãos ambientais e junto à Assembleia Legislativa, buscando a autorização para que as seis turbinas dedicadas entre em operação.

O presidente da Fiero realçou a importância da segurança energética para atração de investimentos ao estado e colocou a entidade representativa da indústria à disposição para trabalharem juntos objetivando vencer os obstáculos que atrasam a operação completa da usina.

 

Carlos Araújo – MTe 162-RO

Comentários

comentários