O partidarismo de parte da mídia é cada vez mais assustador, porque a notícia não tem mais muito a ver com os fatos, mas com interesses e interpretações. E isso depende de cada veículo de comunicação. O caso da tal caravana do ex Presidente Lula, apoiada pela ex Presidente Dilma e pela nata do petismo nacional, é dos mais sintomáticos. Até agora não se sabe a verdade sobre o que está acontecendo. Se você ler, por exemplo, a Folha de São Paulo, de clara tendência lulista/petista/esquerdista, vai saber, por exemplo, que a “Caravana de Lula no Nordeste enfrenta percalços” (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/08/1910235-caravana-de-lula-no-nordeste-enfrenta-percalcos.shtml).Certamente ávido por ter mais informações, você pode procurar outra veículo respeitado da mídia nacional. E encontrará o site da renomada Rádio Jovem Pan. É o mesmo assunto, o mesmo evento, a mesma notícia. Mas veja só: “Fiasco de caravana de Lula é tão previsível quanto mudança das estações” (http://jovempan.uol.com.br/opiniao-jovem-pan/comentaristas/augusto-nunes/fiasco-de-caravana-de-lula-e-tao-previsivel-quanto-mudanca-das-estacoes.html). Quer ver a opinião “equilibrada” de um blogueiro? Tente ler o que escreveu o petista de quatro costados . Luiz Muller:Lula faz comício para mais de 50 mil e inicia a grande caminhada para resgatar o Brasil para os brasileiros” (https://luizmuller.com/2017/03/19/video-lula-faz-comicio-para-mais-de-50-mil-e-inicia-a-grande-caminhada-para-resgatar-o-brasil-para-os-brasileiros/). Caso ache que há algo errado, pode procurar a opinião de outro blogueiro, na revista Carta Capital, antes aliadíssima ao lulopetismo: “PT pagou milhares de pessoas para tietarem Lula no nordeste” (http://hariovaldo.cartacapital.com.br/site/2017/08/22/pt-pagou-milhares-de-pessoas-para-tietarem-lula-no-nordeste).

Lamentavelmente é o novo retrato de boa parte da mídia. Os grandes telejornais noticiam o que lhes é de interesse; atacam quem é inimigo, defendem com unhas e dentes quem diz o que agrada à emissora, não aos seus telespectadores. A vergonhosa cobertura da Rede Globo nas denúncias contra o Presidente Temer foi o pior dos exemplos, nesse contexto. Onde está o verdadeiro jornalismo? Quem está falando a verdade? Afinal, a trajetória de Lula no Nordeste é um sucesso ou é um fracasso? E Temer, é o bandidão que a Globo desenha ou não é? Precisamos deste tipo de imprensa? Todos sabemos a resposta!

O IBGE ESTÁ CERTO OU ERRADO?

O IBGE diz que Rondônia tem 1 milhão e 810 habitantes. Porto Velho tem quase 520 mil. Há quem ache que tanto em relação ao Estado quanto à Capital, os números estão errados. Porto Velho já teria passado dos 600 mil habitantes. Pelos números do IBGE, Ji-Paraná continua sendo nossa segunda maior cidade, com 132 mil habitantes, mas já seguida de perto por Ariquemes, que caminha para os 108 mil. Na ordem, seguem, pelos números oficiais: Vilhena (95.630), Cacoal (88.507), Rolim de Moura (com 57.074). Na fronteira com a Bolívia, se vê um dos fenômenos que estão ocorrendo no Estado. Guajará Mirim ao invés de crescer, diminuiu. Tem hoje 47.400 habitantes. Inúmeras cidades do Estado, principalmente as de menor porte, tiveram suas populações diminuídas. Há casos de algumas que têm 6 mil habitantes e 4 mil eleitores registrados, ou seja, há alguma coisa de errado na contagem. Sobre a Capital, ainda, é bom lembrar que quando Rondônia foi transformada em Estado, em 1982, a população calculada na época não passava de 250 mil pessoas. Duplicou em 35 anos…

O RAIO DO ELEVADOR!

Falta só um elevador. Isso mesmo. A Prefeitura vai começar em breve a realizar obras no prédio do Relógio, onde o prefeito Hildon Chaves vai instalar seu gabinete e várias secretarias. Todo o trabalho terá custo muito baixo, porque serão usados materiais da própria Prefeitura e mão de obra entre os servidores municipais. Sem burocracia, sem concorrência, sem aqueles infernos impostos pela legislação, que empacam obras, mesmo as mais importantes, porque alguma autoridade da área de controle achou um fio de cabelo de errado e manda parar tudo. O problema é um só: um elevador. Para comprá-lo, a Prefeitura terá que fazer uma licitação, que certamente demorará no mínimo seis meses, mas, como na maioria dos casos, podem haver recursos dos perdedores e daí… nada acontece antes de um ano. Isso se o próprio processo não for barrado pelo Tribunal de Contas ou pelo Ministério Público, por suspeitas de irregularidades. Ou seja, o grande projeto do Prefeito de recuperar o prédio histórico, de tê-lo conseguido junto à União, como doação, pode ser atrapalhado apenas por um elevador. Não dá pra deixar assim, só com as escadas e tocar a obra em frente, sem precisar enfrentar o mar burocrático que, vai sim, atrasar tudo?

QUEM MANDA MESMO?

Parece que não estamos no sistema Presidencialista. Muito menos Parlamentarista. O que parece, de vez em quando, é que a alternativa agora é o Regime Justicionalista, onde as decisões que valem mesmo são apenas as emanadas do Judiciário. Leis, decretos, medidas tomadas pelo Presidente da República e até pelo Congresso, são modificadas por juízes, dependendo do que cada um pensa sobre determinado assunto. Foi o que aconteceu mais uma vez com a liberação da Remca do Pará, para exploração mineral. Não é área de proteção ambiental, mas o juiz Ronaldo Spanholo, na Justiça Federal, cancelou um decreto presidencial, considerando-o inconstitucional. Todos os dias, decisões de autoridades de outros poderes são contestadas e canceladas aqui e ali pelo Judiciário. Já não se sabe, nesses casos, quem é que decide neste país. Nem se questiona se as decisões são corretas ou não, mas sim se a independência entre os Poderes está sendo respeitada.

OS RICOS NÃO QUEREM GASTAR

A Prefeitura da Capital continua notificando donos de terrenos baldios, para que os limpem, façam muros, para que não continuem sendo tomados pelo matagal, pelos marginais e drogados e criadouro de insetos e animais peçonhentos. Mesmo com todas as notificações, a maioria ainda insiste em ignorar as exigências legais. O que se viu numa relação de 106 propriedades, publicadas em edital de chamamento pela Prefeitura, no Diário da Amazônia dessa semana, é que perto de 80 por cento dos imóveis notificados pertencem a imobiliários ou construtoras. Ou seja, são empresas, que têm condições sim de resolver o problema imediatamente. Não o fazem para economizar alguns tostões e certos da impunidade. Est na hora do Município começar a tomar medidas mais duras, porque se depender da boa vontade de muita gente e do seu amor à cidade, os terrenos só serão limpos no Dia de São Nunca!

A TRISTE SINA DE VILHENA

Pobre Vilhena! Dominada pela violência, algo mais recente  e pela corrupção, há muitos anos, a cidade que já foi um exemplo para Rondônia tenta se recuperar de todas as formas que pode. Mas a cada dia, uma nova notícia sacode a antes pacata e progressista cidade do extremo sul do Estado. Dias atrás, foi o terrível, cruel e covarde assassinato do filho único do ex prefeito José Rover, morto por bandidos num assalto dentro da própria casa. Depois, um vendaval que atingiu a cidade nesta semana e que causou grandes prejuízos. Nesta quinta, mais uma entre as “bad news” que assolam a cidade: a Justiça condenou mais um grupo de ex vereadores e empresários, enrolados num absurdo esquema de loteamentos ilegais. Justamente aqueles que deviam proteger a comunidade, se locupletaram, para ganhar algum dinheiro sujo. Agora, a  Justiça de Rondônia condenou à prisão os ex-vereadores Vanderlei Amauri Graebin, Carmozino Alves Moreira e Antônio Marcos Albuquerque; o ex vice-prefeito Jacier Rosa Dias e o empresário Eliar Celso Negri por formação de quadrilha e vários crimes. As penas variam de um a dez anos de prisão. Há recursos, claro, mas a vergonha e a roubalheira descobertas, não deixam dúvida do quanto Vilhena precisa fazer uma grande limpeza entre suas lideranças políticas e empresariais.

QUEM VAI PAGAR O PATO?

Mais um projeto de lei que tramita na Câmara, pretende dar passagem gratuita para várias categorias. Hoje, os Policiais Militares em serviço já têm o benefício da tarifa grátis, desde que fardados. O presidente da Câmara, vereador Mauricio Carvalho, quer estender esse benefício e incluiu nele, via projeto que está em discussão, os bombeiros, os representantes das Forçar Armadas e, ainda, via substitutivo da vereadora Ada Boabaid, os alunos de escolas militares. Ou seja, pela ideia dos vereadores, seriam mais algumas milhares de passagens gratuitas. A ideia certamente agrada aos que serão beneficiados, mas deve ser uma agressão dolorosa no bolso da população comum, que é quem banca, realmente, o valor das passagens. Como não há subsídios, como milagres não existem; como quando algum benefício é dada a alguém, outro alguém paga, adivinhe quem vai bancar tudo isso, caso a lei seja aprovada? O contribuinte comum, é claro!

PERGUNTINHA

Será que agora que estamos incrementando os negócios com a Bolívia e apoiando as exportações dos nossos vizinhos, eles começarão a devolver os carros que nos foram roubados e hoje rodam levando autoridades para lá e para cá, como se fossem propriedade delas?

Comentários

comentários