A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, firmou uma parceria com a prefeitura de Porto Velho para atender à população nos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da capital, com intuito de orientá-la sobre o desligamento do sinal analógico de TV, que acontecerá nesta segunda (16), terça (17), quarta (18), quinta (19) e sexta-feira (20) em Porto Velho.

Nos CRAS, a população também poderá verificar se tem direito ao kit gratuito (com antena digital, e conversor com controle remoto), que está sendo distribuído pela Seja Digital às famílias de baixa renda atendidas pelo Governo Federal, e realizar o agendamento para retirada dos equipamentos em um dos pontos de distribuição disponíveis em Porto Velho e Candeias do Jamari.

O desligamento do sinal analógico de TV fará com que a programação dos canais abertos seja transmitida apenas pelo sinal digital. Para continuar assistindo à programação após o dia 14/08, todas as residências da região precisam ter uma antena digital e um aparelho de televisão preparado para receber o sinal digital.

“O nosso objetivo é que a informação sobre o processo de desligamento do sinal analógico de TV chegue a toda população para que ela possa se preparar o quanto antes para receber o sinal digital e viver essa nova experiência. Não queremos deixar ninguém para trás, por isso firmamos uma parceria com a prefeitura e vamos realizar os atendimentos nos CRAS”, explica Andrea Mendes, gerente regional da Seja Digital.

Segue abaixo a lista com os endereços dos CRAS que estão realizando este atendimento:

16 a 20 de julho

Local: Cras Irmã Doroty

Hora: 8 às 12h

Endereço: Av. Mamoré, 5336 – Lagoinha

16 a 20 de julho

Local: Central do Cadastro Único- CAD ÚNICO

Hora: 8 às 12h

Endereço:Rua Quintino Bocaiuva, 1224, entre Rua Tenreiro Aranha e Avenida Marechal Deodoro

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Comentários

comentários