Ao longo do dia de hoje, a página do MBL no Facebook dedicou-se a denunciar a suposta 'censura' do Facebook | Imagem: Reprodução/Facebook

Os responsáveis pelo Facebook anunciaram a remoção da rede social de 196 páginas e 87 perfis de cunho político, principalmente ligados à direita. A lista dos usuários atingidos não foi divulgada pela empresa, mas várias das páginas afetadas eram relacionadas ao Movimento Brasil Livre (MBL). O grupo ativista de direita teve participação significativa nas manifestações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016. Após a ação, o MBL lançou uma campanha contra a medida em diversas redes sociais – incluindo o próprio Facebook e o WhatsApp, que também pertence à empresa americana.

#FAKENEWS: Facebook desmobiliza rede de fake news ligada ao MBL

Comentários

comentários