Outros deputados entraram na polêmica; ouça áudio abaixo

Rendeu um pesado bate-boca na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 13, a denúncia contra o Partido Social Liberal (PSL), do presidente Jair Bolsonaro, a maior bancada na Casa, com 55 representantes.

A polêmica teve início após a revelação, pelo jornal Folha de São Paulo, de que uma candidata a deputada federal da legenda, em Pernambuco, recebeu R$ 400 mil do Fundo Partidário três dias antes da votação do ano passado. O jornal descobriu que a gráfica onde a acusada gastou a maior parte da verba, sequer possui equipamentos.

O deputado federal Glauber Braga, do PSOL do Rio, chamou o PSL, legenda “Partido Só Laranja”. Já o Coronel Chrisóstomo, que é filiado ao PSL e se elegeu deputado federal por Rondônia, respondeu muito irritado e em tom bastante exaltado: “sou um soldado do Brasil. Não tem laranjal aqui!”.

No meio da refrega, outros deputados a favor e contra o governo também trocaram farpas. Clique abaixo e ouça reportagem da CBN sobre o confronto parlamentar.

Comentários

comentários