Municípios da região da zona da mata estarão presentes para debaterem o futuro do Estado de Rondônia nos próximos 04 anos

Planejamento, essa é a palavra chave para o futuro do Estado de Rondônia nos próximos 04 anos e com esse pensamento o Governo do Estado de Rondônia por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), já iniciou os trabalhos de organização da realização das audiências públicas, que acontecerão no Estado, para tratar do Plano Plurianual (PPA), que determina as diretrizes, objetivos e metas para o período 2020-2023.

O Plano de médio prazo está previsto no artigo 165 da Constituição Federal, regulamentado pelo Decreto 2.829, de 29 de outubro de 1998, abrangendo os Governos Federal, Estaduais e Municipais; e inciso 3º do artigo 135 da Constituição do Estado de Rondônia.

Nesta terça-feira, (19/03), diversas autoridades estiveram reunidas em Rolim de Moura (RO), para tratarem dos preparativos da audiência do PPA, onde participarão os municípios da região da zona da mata: Alta Floresta do Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Castanheiras, Nova Brasilândia do Oeste, Novo Horizonte do Oeste e Santa Luzia do Oeste.

A audiência acontecerá no dia 03 de abril, às 14h na Escola CEEJA, localizada na Avenida Rio Madeira, nº 4807 – centro de Rolim de Moura (RO).

Segundo o Secretário Executivo Regional, Adeilso da Silva, a Audiência Pública é o espaço de participação social durante a elaboração do PPA. “Esse é o principal instrumento de transparência e de participação da população no planejamento do Governo do Estado, garantido pela Lei Federal de Responsabilidade Fiscal e pela Constituição Estadual. Aproveito a oportunidade para convidar toda a sociedade para participarem no dia 03 abril para juntos definirmos o futuro de Rondônia”, destacou Adeilso.

O objetivo é promover um espaço para o diálogo com o cidadão, onde é possível discutir e opinar sobre problemas e necessidades do dia a dia relacionadas à atuação do Governo, além de identificar e sugerir possíveis soluções para as adversidades apresentadas.

Com isso a sociedade poderá participar e definir as prioridades nos eixos discutidos: Saúde, Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Assistência Social, Segurança Pública, Agronegócios, Desenvolvimento Ambiental, Competitividade e Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura e Logística, Ciência, Tecnologia e Inovação

Comentários

comentários