Prazo de 30 dias será estendido para um ano após diálogo com Casa Civil e Corpo de Bombeiros

Na manhã desta terça-feira (12), o presidente Laerte Gomes (PSDB), acompanhado dos deputados Luizinho Goebel (PV), Dr. Neidson (PMN), Ezequiel Neiva (PTB) e Chiquinho da Emater (PSB) se reuniu com o chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves e com o subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Gilvander Gregório de Lima.

Na pauta da reunião, o prazo de adequação dos estabelecimentos para o cumprimento das normas de segurança contra incêndio e emergência, que cada tipo de ocupação exige.

Iluminação de emergência, extintores, sinalização de evacuação e hidrantes estão entre as exigências. O cumprimento destas e de outras medidas é indispensável para garantir a licença de funcionamento de qualquer negócio, porém, empresários de Ji-Paraná pedem o aumento do prazo para as adequações.

“O prazo atual para o empresário ou o comerciante atender às normas do Corpo de Bombeiros é de 30 dias, mas diante das dificuldades do momento financeiro que atinge todos os setores, principalmente por ser final de ano, eles solicitaram apoio dos deputados para conseguirmos, junto ao Corpo de Bombeiros, a prorrogação desse prazo para um ano, e assim, dar aos empresários e comerciantes tempo suficiente para se planejarem, investirem e se adequarem às normas”, explicou o presidente Laerte Gomes.

Após o diálogo, o chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, em comum acordo com o coronel Gregório, atenderam a solicitação dos deputados.

“As notificações serão mudadas para dar esse prazo de um ano aos comerciantes e empresários de Rondônia”, anunciou o presidente Laerte Gomes.

Juliana Martins-ALE/RO Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

Comentários

comentários