O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou na manhã desta quinta-feira (12/12), a segunda fase da Operação denominada “BOI GORDO”, que foi iniciada em virtude de fatos investigados conexos e correlatos revelados nas denominadas Operações “Greenfield”, “Sépsis”, “Cui Bono (Lava Jato)” e “Carne fraca”.

Essa segunda fase da operação objetiva angariar elementos de prova relativos a novos investigados que surgiram na primeira fase, notadamente relacionados aos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de capitais, implementados no âmbito da Organização Criminosa.

Estão sendo cumpridas medidas de busca e apreensão na capital e no interior do Estado de Rondônia.

A Boi Gordo investiga o vice-prefeito de Porto Velho, Edgar Nilo Tonial, o Edgar do Boi. Ele é o presidente regional do PSDC e foi acusado por delator da Lavajato de receber propina pra dar baixa em débitos tributários contra empresas do Grupo JBS inscritos na Receita Estadual. Edgar do Boi teria influência sobre fiscais naquele órgão.

Comentários

comentários