Ministério da Justiça e Segurança Pública credencia leiloeiros de Rondônia e outros 16 Estados. O credenciamento vai viabilizar a realização de leilões de bens apreendidos do tráfico em todo o país. A documentação deverá ser entregue até o dia 17 de janeiro.

Os Leiloeiros Públicos Oficiais que participarem vão estar credenciados para a realização de leilão de bens móveis e imóveis, apreendidos em processos criminais no Acre, Amazonas, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Pará, Amapá, Rondônia, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Com a habilitação dos profissionais, os leilões vão passar a acontecer em todo o país.

Em 2019, os leilões iniciados em outubro arrecadaram aproximadamente R$ 4 milhões e 500 mil reais com a venda de 493 itens em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Neste ano, com a contratação de leiloeiros nos estados que faltavam, o Ministério da Justiça e Segurança Pública atua para realizar leilões mensais em todo o território nacional e, assim, elevar expressivamente o valor arrecadado para o Fundo Nacional Antidrogas, que destina os recursos para políticas de prevenção e combate às drogas no país.

Comentários

comentários