O ministério das Relações Exteriores reitera aos cidadãos brasileiros a importância de evitar viagens não essenciais a qualquer parte do território boliviano. Ainda que se identifiquem os primeiros sinais positivos de retomada da normalidade em relação ao abastecimento de alimentos e ao acesso à infraestrutura de transportes na Bolívia, há possibilidade de o viajante deparar-se com protestos, confrontos violentos e bloqueios de vias terrestres, além de enfrentar dificuldades de acesso aos aeroportos, embora em menor intensidade do que se observou no início da crise, em outubro passado.

O risco de tensão social parece ter-se atenuado; no entanto, a crise que desencadeou a deterioração das condições de segurança no país não pode ser considerada superada.

Comentários

comentários