No dia 15 de fevereiro Vilhena fez parte da campanha nacional de vacinação contra o sarampo e realizou o “Dia D” de imunização. De acordo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), mais de cinco mil pessoas procuraram as unidades de saúde, um dos maiores índices de comparecimento dos últimos anos. O dia também serviu como oportunidade para aqueles que necessitavam atualizar o cadastro básico de vacinas contra outras doenças.

A população abraçou a ideia e desde as primeiras horas do dia, filas foram formadas nas diversas unidades de saúde do município. De acordo com Sueli Aparecida, coordenadora do setor de imunização, mais de mil crianças e adolescentes foram vacinadas. “Apenas durante o sábado, 1.078 pessoas, entre crianças, jovens e adultos, tomaram as vacinas de proteção contra o sarampo, sendo 502 pessoas do sexo masculino e outras 576 do sexo feminino”, relata Sueli.

Além do sarampo, outras 1.679 pessoas aproveitaram a oportunidade para se vacinarem contra outras doenças, como a HPV, meningite pneumocócica, caxumba, rubéola, varicela, raiva, poliomielite, dentre outras.

Afonso Emerick, secretário municipal de Saúde, ressalta que “aqueles que não tiveram a oportunidade de serem vacinados contra o sarampo, ou as demais doenças, podem procurar o postinho de saúde mais próximo de sua residência, junto com o cartão de vacinação e solicitar a imunização”.

DOENÇA – O sarampo voltou a ter casos registrados em três estados do Brasil. A doença é grave e pode deixar sequelas por toda a vida ou até levar à morte. O vírus pode comprometer a memória imunológica e a defesa contra outras infecções, como se fosse a chave para liberar a entrada de novas doenças. Em combate contra as ondas de notícias falsas, a Prefeitura luta par conscientizar todos a respeito da importância da vacinação e de seus efeitos benéficos para quem se protege.

Comentários

comentários