Instituições que abrigam idosos que tiverem interesse em receber o auxílio emergencial durante a pandemia do novo coronavírus podem se cadastrar pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). A iniciativa, segundo o governo federal, faz parte da campanha Solidarize-se, da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI).

Além de auxiliar os mais velhos na proteção contra a doença, a campanha também quer conscientizar sobre o abandono afetivo e sobre o fortalecimento dos direitos previstos no Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03).

A ação prevê distribuição de cestas básicas, álcool em gel, máscaras e produtos de limpeza, além de levantar dados para subsidiar sugestões de projetos de lei que versem sobre o tema.

Comentários

comentários