Fio:  Aquisição de produtos doados para Hospital de Base e exportados para as distribuidoras do Acre e Mato Grosso é parte das iniciativas de incentivo à economia do estado previstas no movimento Energia do Bem

Em junho, a Energisa realizou novas ações de apoio ao estado de Rondônia no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Seguindo as premissas do movimento Energia do Bem, criado pelo grupo para apoiar o enfrentamento da crise humanitária provocada pela Covid-19, que tem reflexos na saúde e na economia, a distribuidora comprou no estado Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para doação para o Hospital de Base, em Porto Velho, e para uso próprio. Mais de 110 mil máscaras foram adquiridas em empresas do estado. Mais da metade delas serão exportadas para o Acre e Mato Grosso.

O diretor-presidente da concessionária, André Theobald, ressalta que desde os Equipamentos de Proteção Individual dos colaboradores até itens para doação são adquiridos em Rondônia. “Também incentivamos que nossos parceiros façam o mesmo e prestigiem o comércio local, contribuindo para a continuidade dos empregos e para a retomada da economia. Estamos todos unidos em uma corrente, usando a nossa Energia para fazer o Bem”, diz.

As empresas Zared, de Cacoal, e a Oficial Uniformes, de Ji-Paraná, produziram as 110 mil máscaras, que serão entregues aos colaboradores da distribuidora em Rondônia, Acre e Mato Grosso. O empresário Clevisson Oliveira Pinto, da Zared de Cacoal, conta que tem 25 funcionários e que há 18 anos atua na confecção de uniformes e roupas para revenda de lojas. Ele viu as vendas caírem com a pandemia, mas logo se adaptou para produzir máscaras. “Agradeço a Energisa por ter nos prestigiado. Com certeza, isso colabora para que possamos manter a empresa aberta e os empregos dos nossos colaboradores”, afirma.

Uma doação = duas boas ações

Como parte do Energia do Bem, a Energisa também doou para o Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, de Porto Velho, utensílios essenciais para a proteção das equipes médicas. As compras também foram realizadas em empresas de Rondônia, como a Labiotek, que há 20 anos atua no comércio e serviços hospitalares, entre os quais tubos para coleta de exames microbiológicos e detergentes enzimáticos. “Com o aumento do fornecimento de produtos, nós conseguimos manter os empregos dos nossos funcionários, mantendo os produtos em uma margem favorável para que não falte aos nossos clientes”, afirma Matheus Silva, biomédico da Labiotek.

Entre os itens doados, alguns não são específicos para o setor hospitalar. São cestos de plástico, caixas organizadoras e potes descartáveis que serão utilizados como apoio para o armazenamento dos protetores faciais (face shields) que são enviados para desinfecção, dessa forma evitando a contaminação e proliferação do vírus pelos corredores do hospital. Mesmo nesses casos, a empresa tem privilegiado as compras locais.

A diretora-geral do Hospital de Base, Raquel Gil, explicou que esses materiais serão utilizados pelo corpo médico responsável pelo tratamento de pacientes do Coronavírus e agradeceu o apoio da Energisa nesse momento tão delicado. “Agora toda ajuda é bem-vinda. Uma grande equipe será beneficiada, além dos pacientes, vamos proteger a saúde de médicos, clínicos gerais, obstetras, técnicos em enfermagem e enfermeiros”.

Energia do Bem

O Grupo Energisa criou o Energia do Bem para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. O movimento está presente nos 11 estados em que a empresa atua. Em todos os estados, o investimento do grupo será de cerca de R$ 5 milhões em ações que incluem doação e manutenção de ventiladores pulmonares, obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. Também foi criado o portal Energia do Bem, com informações confiáveis sobre a doença e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social.

Comentários

comentários