Connect with us

Porto Velho, Rondônia,

#Colunistas

JEFFERSON OFENDE E ATACA A HONRA DE MINISTROS DO STF, SEM SER CONTESTADO. ISSO É UM PERIGO À NOSSA DEMOCRACIA!

Published

on

Há algo muito esquisito em relação ao que anda fazendo e dizendo o ex deputado federal Roberto Jefferson, aquele que denunciou o Mensalão, foi também preso como corrupto, cumpriu pena e está de volta ao cenário político. Mesmo tirado a fórceps das redes sociais, naquela nova legislação eivada de tons escuros da censura, vinda do STF, o parlamentar ainda dá entrevistas à rádios, TVs, jornais, sites e blogs, esculhambando com os ministros do Supremo ou, ao menos, a maioria deles. Jefferson agora partiu para o ataque pessoal, inclusive, de forma lamentavelmente inusitada, pisa sobre a honra dos ministros e faz arremedos e piadas com intimidades de alguns deles. E faz acusações gravíssimas, como a que tem repetido que o ministro Luiz Fux foi indicado pela esposa do então governador Sérgio Cabral, um dos maiores ladrões que já aportaram neste país e que tem mais de 200 anos de cadeia a cumprir, em condenações. Jefferson disse que Luiz Fux beijou os pés de Adriana Ancelmo, numa festa e em público, quando ela era ainda a primeira dama do Rio, agradecendo à indicação do seu nome para o STF. Atacou com palavrões, grosserias e ofensas e vários outros ministros. Até agora, nenhum ofendido tomou medida mais drástica contra o ex parlamentar. Tirado das redes sociais, por decisão do próprio Supremo, o ex deputado e ainda presidente nacional do PTB alongou sua língua, concedendo entrevistas agressivas, violentas, completamente fora daquilo que se pode considerar como aceitável. E mantém-se impune!

Termos chulos, ofensas pessoais, envolvendo até brincadeiras obscenas com pretensas opções sexuais de membros do STF, colocam Jefferson numa posição que não se pode aceitar como legítima. Em entrevista à uma emissora de rádio (o vídeo continua bombando nas redes sociais), Jefferson chamou o ministro Luiz Edson Fachin de “Cármen Miranda”; Luís Roberto Barroso de “Lulu Boca de Veludo”; Gilmar Mendes de “Sapão” e Luiz Fux de “Beija Pé”. Ele se referiu aos ministros como “sodomitas”. Não se pode admitir, que numa democracia como a nossa, aceitemos esse tipo de agressão, até agora, pelo menos, não contestadas pelos ministros, inclusive os que adoram bate boca e que não temem descer ao baixo nível de quem os acusa. A reação mais forte veio de um grupo de advogados do Instituto Brasileiro de Advocacia Pública (Ibap), que divulgou uma nota pública, repudiando as ofensas do ex deputado contra os membros do Supremo Tribunal Federal. Afora isso, o que surpreende é que não houve, de parte da maioria das autoridades brasileiras de todos os níveis, a repulsa que deveria ser dada a agressões contra integrantes da mais importante Corte Judicial do nosso país. Estamos vivendo momentos estranhos, em que as forças se digladiam, se ofendem e desrespeitam os princípios democráticos, como se tudo estivesse dentro da normalidade. E isso é um enorme perigo.

CASO SOBRINHO: SEM DESCULPAS, DIZ PROMOTOR

Nem todos concordaram com texto divulgado nesta coluna de domingo, sobre as decisões que inocentaram o ex prefeito Roberto Sobrinho, em processos em que, tanto a pedido do Ministério Público Federal quanto por decisão da Justiça Federal, as acusações contra ele não foram aceitas. Ao menos em duas grandes operações, ele teria sido injustiçado. Não é o que pensa, por exemplo, o procurador Héverton Aguiar. Em mensagem ao titular da Opinião de Primeira, um dos mais respeitados promotores públicos rondonienses escreveu: “Caro Sérgio, pelo respeito que tenho a você, mas sobre Roberto Sobrinho, esse processo ainda não acabou. O MP vai recorrer. Ademais existem vários outros, dos quais em uns ele já foi condenado em primeiro grau e recorreu e outros tantos para serem julgados! Não há nada que ser desculpado não ! Não há motivos para pedir desculpas”. Aguiar escreveu ainda, em outro trecho, que “o rol de ações penais é extenso. Recentemente saiu mais uma condenação dele. E ainda tem a operação Luminus ,da Emdur na qual ele foi várias vezes denunciado”, concluiu. O que se destaca é que Sobrinho foi denunciado em dezenas de processos e, ao menos até agora, não há qualquer condenação definitiva. No caso das operações que o retiraram a fórceps das Prefeitura, 20 dias antes de terminar o mandato, ele foi absolvido totalmente.

IGREJA CATÓLICA ESQUECEU O PASSADO RECENTE

Não se ouviu um só grito da Igreja Católica nem durante e nem depois da roubalheira que os partidos de esquerda, liderados pelo PT e seus aliados, cometeram contra o Brasil, durante quase duas décadas. Silêncio total! Pelo contrário, os padres da chamada ala progressista incentivavam invasões de terras pelo MST e outros grupos criminosos e muitos padres transformaram seus altares em palanques políticos. Lula era quase um santo para a maioria dos religiosos católicos, essencialmente os defensores da Teologia da Libertação. Agora, um grupo de 152 arcebispos e bispos assinaram um documento (que deveria ser secreto, mas vazou!), criticando duramente o atual governo, “pelo desprezo à educação, à saúde, à cultura e à diplomacia”. É o mesmo grupo que nunca protestou contra o ensino do sexo para crianças nas salas de aula e nem contra a Teoria de Gênero. Jamais denunciou artistas nus, fazendo suas necessidades sobre imagens de Cristo e acha, nas relações exteriores, o Brasil devia emprestar dinheiro para Cuba e outras repúblicas dominadas por ditaduras comunistas. Agora, quando a moeda virou, tudo, para a Igreja Católica (ou ao menos para a maioria de suas lideranças), está errado!

GASOLINA MELHOR, PREÇO MAIOR. NÓS PAGAMOS…

Rondonienses: preparem seus bolsos. Vem aí mais uma inovação que, claro, nós, pobres consumidores, teremos que pagar. A partir da próxima segunda-feira, dia 3, os postos de combustível de todo o país terão que vender uma gasolina de qualidade bem melhor que a atual. E adivinhem? Nós, que já pagamos preços absurdos pela gasolina, álcool, diesel e outros derivados do petróleo, vamos bancar mais essa novidade. A gente questiona é os motivos de pagarmos preços já abusivos por uma gasolina que, só agora, é reconhecida como de qualidade inferior, depois de tantos anos. Uma série de especificações técnicas são anunciadas como de grande vantagem para a manutenção dos veículos e combate à adulterações, mas se é obrigação a colocar a questão: ué, isso não é feito hoje? Como pagamos tão caro por uma gasolina que tem qualidade muito menor do que deveria ter? Então, nós, os pobres consumidores, mais uma vez vamos pagar a conta pela “inovação”. Ou seja, combustível de melhor qualidade, mas mais caro. Ah, Brasil, quando você vai parar de explorar sua população?

BRUNO CHEGA PARA JOGAR NO ACRE

Nova tentativa. Depois de pelo menos três contratações frustradas, porque as torcidas dos clubes não o aceitaram, o goleiro Bruno vem para a Amazônia. Dez anos depois do brutal assassinato de Eliza Samúdio, cujo corpo nunca foi encontrado, Bruno cumpriu vários anos de prisão e tem outros tantos a cumprir, mas agora em regime semiaberto, ou seja, pode sair para trabalhar, mas tem que dormir na cadeia. Aos 35 anos, aquele que foi um dos maiores goleiros do Brasil e que, certamente, estaria na Seleção Brasileira, interrompeu sua carreira por causa do crime brutal que ajudou a cometer, apenas para não pagar pensão alimentícia para a mulher, que havia sido sua amante. Bruno foi contratado pelo Rio Branco Esporte Clube, do Acre, para jogar a Série D do Campeonato Brasileiro deste ano. O presidente do clube, Neto Alencar, comemorou como a maior contratação da história do modesto clube e já sonha com a série C no ano que vem. Com a ajuda de Bruno, Será que dessa vez a torcida acreana vai topar?

CAPITAL GANHA HOSPITAL ERGUIDO EM TEMPO RECORDE

Pronto e inaugurado, mas ainda não funcionando, porque falta pessoal, cujas contratações emergenciais já estão sendo providenciadas. Nessa segunda, o governador Marcos Rocha entregou à comunidade mais um hospital de campanha, construído em tempo recorde, ao lado do Cemetron, na avenida Guaporé. São 56 novos leitos, mais dois semi-intensivos e que, nesse m9mento, receberão apenas pacientes para atendimentos clínicos, atingidos pelo coronavírus. O hospital não tem leitos de UTI. O novo hospital foi doado ao Estado pelo grupo JBS. A obra hospitalar foi finalizada em 35 dias, com partes pré moldadas e recebeu todos os equipamentos rapidamente. Ainda não há previsão para o início dos atendimentos pois, segundo o Governo de Rondônia, é necessária a contratação emergencial de profissionais da saúde. A obra foi doação da empresa JBS e custou próximo a 10 milhões de reais.

MAIS 16 MORTES EM 24 HORAS. JÁ SÃO 830

Os números do coronavírus continuam aumentando no Estado. De domingo para segunda, tivemos mais 16 mortes. Agora elas são 830. Um número maior, por exemplo, dos óbitos registrados na Coreia do Sul, um país que tem uma população trinta vezes mais do que a de Rondônia. Acontece que na Coreia a população é disciplinada e todos os cuidados são tomados, tanto pelo governo quanto pelo povo. Por aqui, o que se vê é descumprimento das orientações; jogos de futebol; Coronafestas aos borbotões. Uma delas, aliás, aconteceu domingo em Candeias e quase termina em tragédia, quando um flutuante chegou a afundar, de tanta gente reunida, sem os cuidados. Já temos em Rondônia 36.148 contaminados (338 a mais que no domingo), mas, pelo lado positivo, registram-se 25.244 recuperados. Isso significa que sete em cada dez pessoas que pegaram o vírus, saíram ilesas da contaminação. Preocupa, contudo, que ainda tenhamos 169 pessoas internadas em leitos de UTI, em todo o Estado, a maioria, claro, em Porto Velho.

SAÚDE VAI AOS BAIRROS CONTRA O CORONA

Um total de 327 pessoas foram atendidas durante força-tarefa realizada pela Prefeitura de Porto Velho no bairro Aponiã. A região é a que mais casos de coronavírus se registraram em Porto Velho. Primeiro, foi feita uma visita porta a porta, em 46 ruas do bairro, quando se detectou grande numero de casos suspeitos. Na sexta, equipes da saúde municipal se concentraram na Escola Olavo Pires, onde atenderam todas os suspeitos que poderiam estar com a doença. Durante todo o dia, o local sempre teve a presença de inúmeros moradores, todos recebendo atenção especial, mas com todos os cuidados sanitários exigidos, incluindo uso de máscaras e distanciamento social. Todos os atendidos receberam medicamentos, parte deles doados pelo grupo Pensar Rondônia, de empresários, que muito têm ajudado na guerra contra o vírus. Também foram realizados 166 testes rápidos. Outros bairros da cidade, certamente, também receberão esse atendimento especial em breve.

PERGUNTINHA

O que você, amante do futebol, tem achado de assistir a jogos decisivos dos campeonatos regionais, sem a presença da torcida, a não ser sons virtuais, vindos das arquibancadas vazias?

Comentários

comentários

Continue Reading

#Saúde

SÃO 152 MIL CONTAMINADOS, 134 MIL CURADOS E 3 MIL MORTES EM RONDÔNIA

Published

on

São quase 152 mil pessoas em Rondônia que já tiveram a doença. Isso representa que cerca de nove por cento de toda a nossa população, na faixa dos 1 milhão e 700 mil, já foram contaminadas pelo coronavírus. Se recuperaram, até a quarta-feira, algo em torno de 134 mil, representando 7,8 por cento do total de casos. Ainda temos um número bem próximo de 15.200 casos ativos, ou seja, de pessoas com o vírus e em quarentena e tratamento, o que representa 1 por cento do total dos que já foram contaminados. O pior vem agora: eram 2.916 óbitos até a terça, o que representa que 1,91 por cento dos que foram atingidos pela Covid 19, perderam suas vidas, em Rondônia. Embora seja um dos menores percentuais de mortes do país, ainda assim é um número apavorante. O total de perto de 47.500 vacinados até agora com a primeira dose e quase 10 mil com a segunda, significa que 2,8 por cento de todos os rondonienses já receberam a dosagem inicial e apenas 0,5 por cento já estão 100 por cento imunizados, com as duas doses.

Comentários

comentários

Continue Reading

#Saúde

NO PICO DA CRISE, CHEGOU MAIS UM PEQUENO LOTE DE 17 MIL NOVAS DOSES DE VACINA PARA RONDÔNIA

Published

on

Fomos relegados (de novo!) a um segundo plano. Mesmo com toda a crise que estamos passando; mesmo com quase 120 pessoas esperando leitos de UTIs que estão superlotados; mesmo com o recrudescimento da doença no Estado, quando conseguiu novo lote de vacinas, o Ministério da Saúde priorizou o Amazonas e outras regiões do país, enviando a Rondônia apenas 17 mil doses da Coronavac, que serão usados para imunizar apenas 8.500 pessoas com duas doses. Enquanto o governador Marcos Rocha, emocionado, vai às redes sociais com uma Live dizendo que precisou apertar as normas de isolamento, não criando um Lockdown, mas algo próximo a ele, contra sua vontade, aliás, o governo Bolsonaro, de quem Rocha é aliado de primeira hora, não tem nos dado atenção que merecemos, embora o ministro Pazuello (veja texto abaixo), diga o contrário. Mesmo com os insistentes pedidos de Rocha e do secretário Fernando Máximo, o Ministério da Saúde avisava que não haveria vacinas antes do dia 15. Por caminhos que se desconhece, 24 horas depois dessa informação, apareceram 1 milhão e 976 mil doses, distribuídas para todo o país, com mais uma pequena cota para os rondonienses. Há poucos dias, quando Manaus ganhava 120 mil, o Acre mais de 22 mil, nós aqui, ficávamos com ridículas 5.400 doses. Com todas as vacinas já recebidas anteriormente, cerca de 117 mil doses, já foram vacinadas 47.300 pessoas. Outras 9.650 tomaram a segunda dose. Temos ainda algo em torno de 13 mil doses a serem aplicadas daqueles lotes anteriores (todas para a segunda dose) e mais as novas 17 mil que chegaram na tarde desta quarta.

Tudo isso deixa claro que estamos vivendo momentos terríveis e que não há vacinas suficientes. Todos os dias se anunciam compras de milhares de doses por governo e prefeituras. O presidente Bolsonaro confirmou que até abril teremos mais 150 milhões de doses. Ninguém diz, contudo, onde elas serão encontradas, se são cada vez mais raras para todo o mundo. Ainda estamos longe de nós mesmos produzirmos nossas vacinas. Temos apenas um contingente de cerca de 8 milhões e meio de brasileiros vacinados com a primeira dose e perto de 10 por cento disso, com a segunda. Nesse momento de terror que estamos vivendo, milhões de vacinas seriam o antídoto perfeito não só para salvarmos milhares de vidas, mas para evitarmos uma quebradeira generalizada das empresas e desemprego em massa, por causa de tantos decretos, fechamentos e Lockdowns. Além disso, precisamos implantar com urgência o tratamento precoce e, mais que tudo, impor nossa força perante o governo federal. Tanto a administração estadual quanto a bancada federal têm que esquecer quaisquer outros temas, que não seja a busca de vacinas. Mais vacinas. Muito mais vacinas. Cada um puxando para um lado, não vai dar é em nada. Governo, oito deputados federais, três senadores, 24 deputados federais, 52 prefeitos: todos têm que falar a mesma linguagem, senão não chegaremos a lugar nenhum, no combate ao vírus devastador.

Comentários

comentários

Continue Reading

#Porto Velho

HILDON: SE DNIT NÃO FIZER, PREFEITURA ILUMINARÁ A PONTE QUE SERÁ INAUGURADA AGORA EM MARÇO

Published

on

Aliás, faltou mais um detalhe dos mais importantes no projeto da ponte sobre o Madeirão, na Ponta do Abunã. Como na ponte construída no bairro da Balsa, ligando a BR 319 do lado de cá do rio ao lado de lá, em direção ao Amazonas, não há previsão para a iluminação de uma das mais importantes obras públicas já realizadas na nossa região. Localizada numa área onde não existe extensão de energia, há uma grande dificuldade de se conseguir colocar uma fiação que possa abastecer postes de iluminação sobre a ponte, que está na fase final, com a concretagem do último acesso sendo pronta em 15 dias para, em seguida, começar a fase final de asfaltamento. A ponte será aberta ao tráfego, então, como ocorreu com aquela que atravessa o Rio Madeira, perto do centro de Porto Velho, mas sem luzes. A ponte da Balsa ficou mais de seis anos às escuras, até que a Prefeitura da Capital, via convênio com o Dnit, realizou todo o trabalho. Demorou, mas o serviço feito foi de qualidade elogiável. Agora, o prefeito Hildon Chaves avisa: se o Dnit não implantar a iluminação da nova ponte do Abunã, a Prefeitura da Capital vai fazê-lo. Basta para isso ter condições técnicas. Se isso for confirmado, certamente a nova ponte não ficará meia dúzia de anos na escuridão. Ao menos é o que se espera.

Comentários

comentários

Continue Reading

CADASTRE-SE

Newsletter

* indicates required

Trending