As publicações contêm informações sobre manejo clínico do coronavírus, vigilância epidemiológica e ainda sobre a saúde dos portovelhenses

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através do Departamento de Atenção Básica (DAB), está executando a entregas de kits informativos em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para auxiliar o trabalho das Equipes de Saúde da Família (ESF) no atendimento a população e no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19).

O kit informativo é composto por três publicações, sendo o Guia de Vigilância Epidemiológica e Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus na Atenção Primária à Saúde, ambos elaborados e distribuídos pelo Ministério da Saúde; além do Boletim da Saúde do Município de Porto Velho desenvolvido pela Semusa, com apoio da Usina Jirau, contendo informações sobre os indicadores de saúde do município referentes ao ano de 2019.

A distribuição dos kits informativos aconteceu nesta terça-feira (28). Ao todo, 80 equipes de saúde da família receberam o material, na zona urbana, rural e também em comunidades e distritos. Segundo a diretora do DAB, Maria Zilma, as publicações são uma espécie de manual para os profissionais de saúde. Orientam as equipes médicas desde o trato com o paciente até o preenchimento de formulários e notificações.

“A atenção primária é a porta de entrada do paciente no sistema de saúde pública. Além disso, oferece atendimento resolutivo, com grande potencial de identificação precoce de casos graves que devem ser manejados em serviços especializados. Esse kit vai auxiliar nesse trabalho de manejo e controle do coronavírus, bem como disponibilizar os instrumentos de orientação para os profissionais que atuam nas unidades básicas”.

No Guia de Vigilância Epidemiológica e Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus na Atenção Primária à Saúde contém informações como curso clínico, identificação de casos suspeitos de síndromes gripais, medidas para evitar contágio nas unidades de saúde, manejo terapêutico, isolamento domiciliar, notificações, monitoramentos, aplicação de testes, dentre outras informações pertinentes ao trabalho médico.

O Guia de Vigilância Epidemiológica busca orientar o Sistema Nacional de Vigilância em Saúde para a circulação simultânea do coronavírus, influenza e outros vírus respiratórios no âmbito da Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional.

Por fim, o Boletim da Saúde da Semusa apresenta um panorama completo dos indicadores de saúde do município como influenza, meningites, dengue, malária, causas de mortalidades, natalidade, principais doenças, além de vigilância sanitária, ambiental e fatores de riscos biológicos,

“Nosso objetivo é subsidiar o trabalho dos profissionais que estão a linha de frente na pandemia. Acreditamos que quanto mais informação, conhecimento e preparo eles tiverem, melhor vão atender à população”, finaliza a diretora do DAB.

Comentários

comentários