Tem muito café neste bule, Marcos Rocha sempre deu apoio ao "trabalho em divulgar o serviço" do seu vice

O vice-governador de Rondônia, José Jordan, foi alvo principal da Operação Macchiato da Polícia Federal – PF deflagrada na hoje pela manhã , a referida ação da PF visa desarticular esquemas de emissão de notas através de empresas “de pasta”, uso de de “laranjas”, e movimentação de valores provenientes das infrações penais investigadas.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa do vice-governador, além de uma suas empresas, que atualmente é gerida pelo seu filho. O endereço de outras pessoas ligadas ao vice-governador também foi alvo dos federais.

A residência de Zé Jordan fica no município de Rolim de Moura, capital da Zona da Mata e de acordo com Polícia Federal, essa investigação tem como foco as ações empresarias do vice-governador, não tendo ligação com o seu cargo político.

LEIA MAIS:
 QUANDO OS “CUMPADRES DO CAFÉ” ESTAVAM NO ACRE EM MISSÃO OFICIAL 

 

Apenas uma das empresas investigadas, entre os anos de 2010 a 2019, movimentou mais de R$ 94 milhões de modo simulado, a partir de empresas com algum indício de fraude. Após a conclusão das investigações, os envolvidos poderão ser indiciados pelos crimes de organização criminosa, “lavagem” de dinheiro, falsidade ideológica e por crimes contra a ordem tributária.

A assessoria de comunicação do Governo de Rondônia ainda não se manifestou sobre mais uma operação da PF envolvendo membros de seu alto escalão.

com informações agencia de noticias do Acre, policia federal e rondoniaovivo

Comentários

comentários