Sexta rodada de concessões inclui outros 20 aeroportos brasileiros, entre eles e de Manaus e Porto Velho

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta terça-feira (1), em seu perfil no Twitter, que o Ministério da Infraestrutura já enviou ao Tribunal de Contas da União (TCU) os estudos da sexta rodada de privatizações de aeroportos.

Mais 22 poderão ser concedidos à iniciativa privada no ano que vem, entre eles o Aeroporto Jorge Teixeira em Porto Velho.

Os demais aeroportos que devem ser privatizados são os de Manaus/AM, Tabatinga/AM, Tefé/AM, Boa Vista/RR, Goiânia/GO, São Luís/MA, Teresina/PI, Palmas/TO, Petrolina/PE e Imperatriz/MA, Curitiba/PR, Foz do Iguaçu/PR, Navegantes/SC, Londrina/PR, Joinville/SC, Bacacheri/PR, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS Branco e Cruzeiro do Sul/AC e Bagé/RS.

Em 2019, 12 leilões do setor já foram realizados, incluindo Recife/PE, Cuiabá/MT, Vitória/ES, entre outros.

Comentários

comentários