Nesta segunda-feira (5) é comemorado, em todo o país, o Dia da Micro e Pequena Empresa, setor essencial para o desenvolvimento da economia local, com a geração de emprego e renda para a população, o que contribui para a diminuição da desigualdade social.

Sabendo da importância das pequenas empresas para a economia de Porto Velho, o candidato a prefeito pela Coligação Cidadania 23, Rede Sustentabilidade e PDT “Porto Velho em Boas Mãos!”, Vinícius Miguel, destaca que é fundamental incentivar, oferecer suporte e desburocratizar o processo de abertura de novos empreendimentos.

O candidato afirma que é preciso facilitar a vida do empreender que, muitas vezes, apenas para resolver questões burocráticas, precisa ir a diversos órgãos públicos. “O pequeno empreendedor gera renda, gera empregos e garante o giro da economia na nossa cidade. Por isso, dentro de toda legalidade, precisando apoiar essas pessoas visionárias que pretendem abrir um novo negócio ou expandir o empreendimento que têm”.

Para ele, o Poder Pública precisa desenvolver o papel de facilitador e incentivador do desenvolvimento de segmentos que garantam a melhoria da economia local e da população.

Para isso, em sua gestão à frente da Prefeitura de Porto Velho, quando eleito, Vinícius Miguel pretende criar a central de atendimento ao empresário. “Queremos oferecer em um só lugar diversos serviços integrados que promovam agilidade e facilidade ao empresário na hora de abrir o próprio negócio ou resolver alguma pendencia”.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), empresas de pequeno porte representam 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. “Os pequenos negócios estão presentes no nosso dia a dia. Em todos os lugares, no Centro, bairros, distritos, encontramos uma padaria, um mercadinho, lanchonetes, borracharias, lojinha de confecções, e diversos outros segmentos e produtos que garantem o sustento de várias famílias”, destacou Vinícius Miguel.

Ainda, de acordo com o IBGE, micro e pequenas empresas são responsáveis pela geração de pelo menos 60% dos quase 100 milhões de empregos no país. “Dados como estes, só afirmam a força do pequeno empreendedor para a economia local. Com isso, deixo aqui meu agradecimento a cada um, que luta, acorda cedo, enfrenta toda a burocracia e dificuldade para manter seu empreendimento de pé, levando sustento para a sua casa e dando oportunidade de fonte de renda a outras famílias”, enalteceu Vinícius Miguel.

DATA ALUSIVA

A data comemorativa está associada à criação do Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, por meio da Lei nº 9.841, de 5 de outubro de 1999, atualmente regulamentado pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

Equipe de Comunicação Vinícius Miguel

Comentários

comentários